Diário de Bordo - Parte 2 - Uma longa viagem para uma longa estadia.

by - 20:43

Pousei no aeroporto daqui as 15h de ontem. Escrevendo isso aqui agora, eu acho ironico como pensando em retrospectiva parece que esse dia durou uma semana.
Meu dia começou as quatro da manhã. Acordei com Intuition (meu despertador oficial), comi cereal e tomei café (o que é mais do que eu como normalmente). Depois disso terminei com as malas e levei as coisas pro térrio (moro no terceiro andar) para serem colocadas no carro que iam nos levar. E então as cinco da matina depois de tudo pronto, fomos para o aeroporto.
Eu passei a maior parte do caminho ouvindo música (basicamente as da Candice Accola, apesar de também ter ouvindo See You [In Another Life] da Miles e quando eu cheguei ao aeroporto estava ouvindo Good Girls Go Bad do Cobra Starship com Leighton Meester).
E foi no caminho do aeroporto que as primeiras fotos do dia foram tiradas:

(Ponte)

(Torre do Terminal 1)


Já no aeroporto, o primeiro problema foi o terminal. Meu tio confundiu e acabamos indo pro terminal um quando na verdade deveríamos ir pro terminal dois, mas isso foi o de menos.
Depois de por as malas no carrinho fomos tentar fazer o check-in. Eram seis da manhã e as filas não estavam tão grandes mas de qualquer jeito, acabamos indo a dois guichês e fomos mandados ao auto check-in antes de descobrirmos que pra passageiros com menores de 12 anos (minha irmã tem 11) só no guichê. E lá voltamos. Conseguimos completar o check-in e tínhamos uns 15 minutos antes do início do embarque que foi as 6h22min.

(Minha passagem)

Enquanto isso tiramos as últimas fotos e fomos para a sala de embarque. Cinco pessoas viajaram: Eu, minha irmã, minha prima, minha bisavó e a cunhada da minha bisavó. O embarque foi tranquilo (apesar da confusão com um voo para Uberlândia que saiu logo antes), o problema foi o voo.
Em primeiro lugar: Não foi a primeira vez que eu viajei de avião. Foi a terceira. Ano passado eu também vim pra Bahia no aniversário da minha bisavó de avião. Só que dessa vez eu estava mais tensa do que das outras. Vai entender. Eu fiquei do mesmo jeito quando eu vi O Amigo Oculto, só fiquei com medo na segunda vez.
E em segunda lugar: Eu tenho que dizer minha opinião não só porque a descrição do blog diz que eu faria isso, mas também porque se eu quero ser uma jornalista eu preciso contar a meu público o que é bom e o que não. E aqui vai: O voo da Webjet foi uma caca. As poltronas são apertadas, o serviço de bordo é estranho, não servem lanches grátis (uma garrafa de água de 200ml é R$3,00 - dizem que eles tentam seguir o modelo americano mas eu duvido que nos EUA seja assim), o ar condicionado é mal colocado e muito frio e o avião tinha o cheiro que eu mais odeio no mundo quando eu entrei : Cheiro de ônibus de viagem.( Eu costumava viajar muito de ônibus mas o cheiro sempre me deixou enjoada.). Minha prima, que tava cansada ficou lendo Orgulho e Preconceito, e eu tentando achar uma posição confortável pra dormir quase machuquei o pescoço. Enfim, a única parte divertida do voo foi o que aconteceu com meu pacote de Doritos:

 Ele inchou por causa da pressão no avião. Quando eu vi isso eu me matei de rir e precisei tirar foto.

E então teve os momentos da decida, em que minha prima conseguiu fotos maravilhosas do céu:



Chegamos em Salvador as 9:20 (O pouso teve um atraso de 20 minutos). E o voo para Conquista só saia as 14h. Isso mesmo, quase cinco horas no aeroporto. Primeiro nós lanchamos, comi meu Doritos, batata-frita e um refrigerante que comprei no Bob's (pessoas me achando viciada em Fast Food). E depois disso rodamos pelo Aeroshopping (Z1C4 D4 B4L4D4, como diria a @SelenaSuaLinda). Minha loja preferida, claro foi a Livraria Aeroporto onde eu descobri que o segundo livro da série Riley Bloom (de Alyson Noel) saiu (vou comprar aqui). Eu fiquei viciada pelos livros e passei mais ou menos meia hora lá. Amei o fato da vendedora ter me recebido com um sorriso e não ter dito nada enquanto eu olhava os livros (Claro, quando o assunto é livros, eu sou muito cuidadosa vocês precisam ver os meus). E foi lá que eu finalmente achei a DM do mês passado: Nada pra fazer = Ler a entrevista da Nina.
Crítica rápida: (AINDA BEM que eu não publiquei a crítica que eu ia fazer a DM porque eu ia me desmentir legal agora) A entrevista estava perfeita até o ponto em que perguntaram se a Nina se achava mais parecida com a Elena ou a Katherine. Se você é Dobrevic o que acha que ela ia dizer? Um pouco das duas como sempre certo? Errado. Ela disse Elena. Hmmm. Sinceramente parece as entrevistas que a Miley deu pra Toda Teen: Não parece ser ela de verdade. Não posso provar nada, mas não parece elas.
Depois de rodar tudo e sair da livraria, eu voltei pra onde as coisas estavam. Então fomos jogar Adedanha (ou ABC Cidade ou Stop como preferirem), enquanto eu ouvia música:

Olha o atriz ou ator: Ian Somerhalder e Joseph Morgan

Durante o jogo, olhando pra a loja na minha frente, como boa fã da Pucca achei isso:

O lugar pra onde esta seta estranha aponta é uma mochila da Pucca. Não consegui foto melhor, sorry.

E aí durante um momento nada pra fazer do jogo, eu escrevi isso na mão:

Tá escrito Gomezing. Que pra quem não sabe é uma mistura do sobrenome da Diva Selena Gomez com a palavra amazing (que significa algo como maravilhosa, incrível)

E então as 1h fizemos o check-in para o melhor voo da minha vida. Em primeiro lugar fomos pela área remota, ou seja de escadinha então fomos de ônibus até o avião:

Essa galera toda foi pra Conquista. Minha cidade é Z1C4 D4 B4L4D4A, minha filha tá achando o quê?
As escadas.

No momento em que eu subi as escadas, eu me senti mais que Gomezing. Eu me senti muito diva. Vocês não tem noção, eu subindo as escadas, o vento bagunçando a minha trança. hahahah, foi louco.
E foi aí que eu provei a outra parte da aviação. O voo da Trip, foi perfeito. Nós podemos escolher as poltronas que por um acaso eram muito confortáveis, logo no início as comissárias de bordo trouxeram balas - no momento da subida, se você estiver mastigando as chances de sentir dor de ouvido (comum durante a mudança de pressão) diminuem - e durante o voo trouxeram lanche, com direito a repeteco (Como disse minha prima), o atendimento era muito melhor, e enfim o voo foi perfeito. Então se quiser voar vá de Trip. É um pouco mais caro, mas vale a pena.
Momentos divertidos do voo: Eu enfiei a passagem no olho direito. (normal pra mim) e a aeromoça achou que minha irmã de onze anos estivesse grávida. Como assim, querida?
E então nós chegamos a Vitória da Conquista.


Melhor que isso, junto conosco veio:

A CHUVA!

Eu amo chuva. Especialmente se for chuva em Conquista. Aqui tá um friozinho maravilhoso. *-* . Eu vou contar mais sobre o dia de ontem, logo depois do que eu cheguei no próximo post.

Amo vocês,
Pucca.

P.S.: Deixem comentários, sugestões, e dicas. Espero que gostem.

You May Also Like

0 comentários