Diário de Bordo 2 - Você pode fazer qualquer coisa - Parte 8: Movies & Staff (Parte 2)

by - 19:12

HELLO WORLD! SOBREVIVEMOS! Não que eu acreditasse que o mundo fosse acabar agora, eu sobrevivi ao bug do milênio, apocalipse maia é fichinha. Enfim, a questão é que essa semana foi bem cheia de altos e baixos. No inicio da semana eu tava me sentindo bem mal por causa dos remédios e seus efeitos colaterais, mas eu não tenho muita opção além de tomar então tudo que eu fazia tava saindo uma droga. Na terça tava tudo complicado e eu atolada de posts e de séries pra ver, apesar de quatro dias antes eu ter estado totalmente organizada nisso, mas na quarta eu, SURPRESA, consegui organizar tudo, terminar de ver a season 2 de GOT e deixar vários posts (porque agora meus favoritos vivem cheios) em ordem! Como eu sempre digo pra mim mesma quando minha vida tá um caos "Eu fui feita pra agir sobre pressão".
A questão é que nessa semana, eu tive tempo de ver mais alguns filmes então eu vou fazer o post sobre eles. :)

Quarta-Feira (19/12): Life as We Know It
Nada como uma comédia romântica da Katherine Heigl pra fazer você acreditar no amor. Ou não. A questão é que não importa o que digam, ela é a rainha das comédias românticas e é perfeita. Lidem com isso, resto das atrizes.

Quinta-Feira (20/12)/Sábado (22/12): Fame (O remake é claro)
Duas palavras: KAY PANNABAKER. Desde que eu descobri que ela tá no filme eu morro de vontade de ver ele, isso piorou quando eu descobri que a Anna Maria Perez de Tagle também estava. Quando eu comecei a ver o filme, minha maior vontade era estudar naquela escola. Quer dizer, eu sempre sonhei em tocar piano (tipo, SEMPRE era meu primeiro sonho) então isso seria bem legal. MAAAAS, eu não acho que teria talento suficiente pra entrar Perfoming Arts anyway. E.. o filme é demais. Sem mais.
P.S.: No meu livro de inglês tá escola tem uma sinopse desse filme. Eu marquei tudo de rosa com coraçõezinhos. Não perguntem.

Sábado (22/12): Red Riding Hood
Eu não estava muito afim de ver o filme, mas como eu tô protelando o máximo possível pra ver Eu Sou O Número 4, eu resolvi ver de uma vez. No inicio eu disse "filme seja bom, por favor". Nos três primeiros minutos do filme eu já tava: "AAAAAAAAAAAA SOCORRO QUE PERFEITO! AAAAAAAAAAAAA" Eu sou assim, eu sempre espero as coisas do jeito errado. A questão é que eu basicamente surtei o filme todo. E esse foi o primeiro filme cujo final me surpreendeu em anos, eu diria. Hoje em dia todo mundo ama um lobo mau.

Sábado (22/12): Charlie St. Cloud
Nada como um drama com o Zac Efron pra fechar uma semana com chave de ouro. Eu já sabia que o Sam ia morrer e fiquei um tentando descobrir como... E quando aconteceu :'( Eu não consigo viver com isso. O lado legal é que mesmo na cena mais dramática tinha Zac sem camisa, e não se pode reclamar disso. Eu perdi a respiração várias vezes durante o filme e isso foi demais. O que eu quero dizer é que eu amei o filme, e que não é surpreendente eu ter gostado de todos que vi até agora.

G.

You May Also Like

2 comentários

  1. Deve ser incrível tocar piano. Um dia quero aprender. =D
    Preciso dizer que marcar a sinopse em rosa com coraçãozinhos é muito a sua cara? kkkkk até consigo imaginar você fazendo isso.
    ZAC SEM CAMISA? ONDE? Preciso ver esse filme -q

    ResponderExcluir
  2. ZAC SEM CAMISA *uuu*

    ResponderExcluir