Half The Sky Movement

by - 21:46

O my melodie nunca foi um blog humanitário. Porque aqui eu escrevo só o que vem na minha cabeça e eu acho essa coisa toda humanitária meio maçante. Quer dizer, ao invés de ficar dizendo pra todo mundo participar porque você não levanta a bunda dessa cadeira e vai fazer alguma coisa, idiota? Mas tipo, eu tenho mais consciência social que a maioria dos adolescentes que eu conheço e tipo, esse mês eu fui em uma viagem missionária pra uma comunidade pequena e isolada (ou talvez nem tanto), o que me deixou superanimada com essa coisa humanitária então talvez eu possa dizer pra vocês pra participarem ou só darem uma olhada em um movimento que me interessou ultimamente.
O nome do movimento é Half The Sky e é inspirado no livro "Half the Sky: Turning Oppression into Opportunity for Women Worldwide" escrito pelos jornalistas Nicholas Kristof e Sheryl WuDunn. O projeto reúne vídeos, sites, jogos, blogs e outras ferramentas educacionais, não só para aumentar a conscientização sobre as questões das mulheres (opressão, abusos, escravidão, doenças, infanticídios  discriminação, etc) mas também para fornecer medidas concretas para combater estes problemas e capacitar as mulheres.
O projeto inclui uma uma série de TV de 4 horas de duração em 10 países (Camboja, Quênia, Índia, Serra Leoa, Somália, Vietnã, Afeganistão, Paquistão, Libéria e os EUA - sim! ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA) com as atrizes America Ferrera, Diane Lane, Eva Mendes, Meg Ryan, Gabrielle Union e Olivia Wilde que foi transmitido no Brasil pelo Discovery Home & Health no especial da mulher, nesse março. (não sei se a última parte já passou, ou se vai ter reprise, porque eu tô sem TV).
O que eu quero dizer com tudo isso é, eu sei que a maioria das pessoas que lê esse blog é só adolescente e a maioria de nós não se importa com isso ou não sabe como agir diretamente pra ajudar nessas coisas por ser menor de idade, mas isso tudo é importante de verdade, porque eu conheço garotas, mesmo que já sofreram diversos tipos de abuso e opressão aqui mesmo no Brasil. E o pior é que a maioria delas se sente culpada ou com vergonha por ter passado por isso, ou então não conta para as pessoas o que aconteceu pra que elas não sofram junto. Então é importante de verdade a conscientização de TODOS NÓS sobre a os problemas das mulheres na sociedade atual porque acontece na nossa cara.
Ok. Me exaltei. É que eu me sinto frustrada ouvindo as pessoas dizerem que as mulheres estão tentando roubar o lugar do homem (se vocês soubessem onde eu ouvi essa frase vocês ficariam mais do que revoltados, ficariam atônitos) sabendo que pessoas que eu amo passaram por isso e não falam sobre o assunto porque tem medo de ser julgadas! E agora eu tô frustrada comigo mesma porque eu levei muito tempo pra falar sobre isso e divulgar o projeto, mas não adianta chorar pelo leite derramado e antes tarde do que nunca. (Manual de como terminar um post sério de uma forma fail: Diga 2 ditados).
Não deixem de dar uma conferida no site e ler mais sobre o projeto (a série eu só recomendo pra quem tem o coração forte. Eu achava que tinha, mas nem consegui dormir na noite que eu vi).
É importante, mesmo.
Sua (ainda-lendo-Drácula) G.

You May Also Like

1 comentários

  1. Paraben G.
    Ter consciencia e se engajar nessas lutas eh coisa para as mulheres mais fortes !
    Amei, obrigada pelo link :)

    ResponderExcluir