Anno Dracula by Kim Newman

by - 22:34

Imaginem uma sociedade utópica em que todos os vampiros literários, televisivos ou cinematográficos existentes entre The Vampyre e Les Vampires convivendo em comunidade na Inglaterra vitoriana: basicamente o sonho de qualquer fã de ficção de horror/literatura gótica, certo? Então essa foi a ideia de Kim Newman, um dos bffs do Neil Gaiman.
Na história de Anno Dracula, o príncipe dos Cárpatos consegue escapar de Van Helsing e seus caçadores e se casa com a Rainha Vitória, se tornando príncipe consorte da Inglaterra e instalando a "moda vampiresca" por todo país. Nessa sociedade onde morrer é fora de moda, estão envolvidos alguns dos personagens literários mais populares da história, alguns seres históricos  e alguns personagens do próprio Kim Newman.
A ideia foi brilhante, apesar de "fanfiquiesca", mas eu concordo com quem disse que foi mal trabalhada. Quer dizer, a lógica de ver várias histórias que você ama juntas é encontrar os detalhes que você ama em uma história só. No entanto, o Kim tirou boa parte desses detalhes das histórias: Os itens religiosos foram retirados de Drácula. Carmilla (a primeira vampira, símbolo de independência feminina) foi substituída por um homem, um tal "Barão Karnstein". Personagens como Lestrade, Dr. Seward e até mesmo o próprio Drácula ficaram quase irreconhecíveis na escrita de Newman. Minha revolta provavelmente tem muito a ver com o fato dele ter ressuscitado alguns vampiros, mas der deixado a minha Mircalla morta, mas a verdade é que o livro começou de uma forma excelente e terminou de uma forma bem... Vazia. Do meu ponto de vista, se Kim tivesse usado personagens apenas de Drácula e seus próprios personagens a história seria muito melhor.
O livro tem 2 continuações: The Bloody Red Baron e Dracula Cha Cha Cha, mas são aquele tipo de livro gótico que é bem difícil de achar, então não sei se vou dedicar meu tempo a sua procura.
G.

P.S.: Amanhã eu vou com a escola a uma aula de campo que vai levar o dia todo, e vai passar pelos pontos históricos do Rio de Janeiro. E como eu amo demais o centro do Rio é óbvio que eu vou fazer um post sobre isso, com as fotos e o texto que eu vou usar no relatório que eu vou ter que escrever sobre essa aula, então esperem por isso. ILY.

You May Also Like

0 comentários