XVII Bienal do Livro Rio: Parte 1

by - 22:01

Este post deveria ter saído antes da Bienal começar, mas tretas acontecem e aqui estamos. Eu já estou no Rio de Janeiro me preparando psicologicamente para o dia de amanhã, o primeiro dia dos 3 que passarei aproveitando a 17ª edição da Bienal do Livro do Rio. (Originalmente eram 4, mas eu abri mão de ir hoje para me livrar de qualquer coisa que tivesse para fazer e para poder curtir o evento completamente nos próximos dias). Eu não consigo começar a descrever como eu estou ansiosa para a Bienal - eu sou menos uma pessoa e mais uma bolha de ansiedade no momento. Eu tenho planejado essa viagem há um ano (primeiro como uma possibilidade, depois como uma certeza) e é justamente por isso que eu preciso aproveitar o evento inteiro ao máximo.
A "cobertura" da Bienal do Rio aqui no blog aconteceu em 2011 e em 2013 com posts correspondentes ao número de dias que fui ao evento em cada ano. Assim sendo, este ano ela será dividida em 3 posts: este, sobre o que eu pretendo fazer no evento e mais outros dois, cada um contando sobre o que aconteceu em partes. Eu não tenho certeza de quando cada post sai, mas provavelmente serão nas próximas duas semanas. Eu quero contar tudo, em detalhes e com muitas fotos (O máximo possível, já que em 2011 eu não tirei fotos e eu perdi todas as de 2013). Além disso, eu naturalmente estarei falando muito do evento no Twitter, Instagram (ambos giuliasntana - inclusive, esse é meu user no Spotify também, caso vocês queiram me seguir) (sim, acabo de fazer propaganda do meu Spotify - ME SIGAM LÁ) e no Snapchat (que é público e cujo user é hurtsjustright), até mesmo ao vivo, se Deus quiser e o 3G permitir.
Este então é o post sobre o que eu pretendo fazer na Bienal. Eu fiz uma lista explicando tudo. Eu estou no Rio há um pouco mais de 24 horas e até agora tudo que deu tempo de fazer foi perceber o quanto eu sentia falta das coisas daqui. Tirando a leve ansiedade que deu pra pegar ônibus (como se em algum momento eu tivesse parado de pegar ônibus), foi maravilhoso dar uma volta por lugares que eu já conhecia e ver o que mudou e o que continua o mesmo. Mas deixando meu amor imortal e imorrível pelo Rio de Janeiro de lado (ou eu vou ficar aqui falando para sempre), falemos sobre o que eu planejo fazer pelos próximos dias.



Quais dias eu estarei na Bienal:
Dos dias 10 a 12/09 eu irei todos os dias em diversos horários. Se alguém quiser me encontrar lá (porque vai que né), é só entrar em contato comigo pelo Twitter ou pelo Instagram (de preferência com várias horas de antecedência) pra gente marcar um ponto de encontro.

O que eu pretendo fazer:
Além de ir a palestras (em especial a sobre Jornalismo Cultural no dia 11 e a do Rio 450 anos com a Mary Del Priore no dia 12), sessões de autógrafo (Carolina Munhóz outra vez, também no dia 12), comprar livros e fuçar todo estande possível e impossível para ganhar qualquer brinde que esteja disponível, a tatii (e falando em tatii, ela fez um post com 4 coisas para fazer na semana da Bienal, para todo mundo que não vai na Bienal este ano) me deu indiretamente a ideia de imprimir um conto, colocar uma propaganda do blog no fundo e distribuir ao máximo de pessoas possível, tentando chamar atenção para o blog e para os meus textos. É algo bem simples e eu acabei me dando conta de que seria ótimo. Já passou muito da hora de tentar conseguir o máximo de visibilidade possível principalmente em preparação para a publicação de Mais Uma Vez. A questão é que eu não tenho certeza de se isso vai dar certo, porque eu até imprimi o conto (é Infelizmente, Rio, eu te amo, que inclusive, eu li em sala de aula na semana passada. Eu fiquei cheia de vergonha, mas no final eu nem lembrava o que estava fazendo, apenas foquei em ler o conto. E isso foi bem legal.) mas ia fazer 20 cópias aqui para distribuir no evento, só que meu orçamento da viagem sofreu um pequeno baque hoje cedo. Logo, eu não sei se vou conseguir levar. De qualquer forma, eu juro solenemente falar sobre o blog a qualquer pessoa que eu conhecer no evento. Até porque eu definitivamente vou falar com desconhecidos na Bienal. Aham. Com certeza.

Quais livros eu quero comprar:
Escutem só essa: Eu fiz uma wishlist com 14 livros, sendo 7 deles nacionais. Ela estava toda bonitinha, com os livros listados em ordem de prioridade, com os nomes das editoras e os grupos editoriais separados por cor. Só que aí eu deixei ela na Bahia. Eu sou muito esperta.
De qualquer forma, eu tenho na cabeça os livros que eu mais quero e ainda assim só vou comprar se estiverem com preços bons e/ou acompanhados por brindes. Afinal, esse é o sentido de ir para a Bienal, certo? Os brindes. Eu perdi vários nos últimos anos e neste eu não vou deixar isso acontecer. Os planos são ir amanhã para reconhecer território e fuçar estandes e ir na sexta para matar... Digo, para comprar os livros com as melhores condições possíveis. O único livro que eu tenho certeza absoluta que vou comprar é o Por Um Toque de Ouro da Carolina Munhóz, porque eu deixei ele separado na listinha pra poder comprar na Bienal.

Para o quê eu estou mais animada:
A palavra certa seria ansiosa, mas definitivamente as palestras do Café Literário. Eu nunca fui a nenhuma, mas neste ano os temas delas me interessavam tanto que minha vontade de ir superou qualquer coisa.

Pode ser a dor de cabeça, mas não consigo lembrar mais de nada que eu queria dizer sobre a Bienal agora. Qualquer dúvida que vocês ainda tenham, podem deixar nos comentários que eu tentarei responder assim que tiver tempo. Os próximos dias serão bem cheios, mas eu não desejaria nada além disso.
G.

P.S.: Já que tinham me perguntando sobre a faculdade: Olha, eu estou completamente ferrada semana que vem, mas não desistiria da Bienal de jeito nenhum, assim como não pretendo desistir do NaNoWriMo (mais sobre isso depois).

You May Also Like

4 comentários

  1. Giulia!
    Eu fui na bienal hoje e infelizmente não irei em outros dias, estava mega cheio mas me rendeu muuuuuitos marcadores de livros e alguns bottons. Não quero dar spoiller (mentira, eu quero sim mas acho que você não quer saber), mas tem uns estandes que estão sensacionais. Bienal é definitivamente um dos meus eventos favoritos, apesar da quantidade de pessoas em um espaço só, eu ainda gosto muito.
    Enfim, beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dany,
      Esses dias foram muito loucos e eu não consegui responder logo, mas eu vi seu comentário antes de sair para o primeiro dia de Bienal e ele me deixou bem animada. No final, acabou sendo exatamente como você disse, um evento maravilhoso, mesmo com muita gente, até nos dias de semana.
      Beeeijo<3

      Excluir
  2. oi g!
    QUERIA SER VOCÊ NESSE MOMENTO!
    acho que o meu maior sonho de bookaholic é ir na bienal do rio, porque boatos que ela é bem maior do que a de são paulo. sobre o conto: mesmo não dando para entregar o conto, faça a divulgação boca a boca porque é melhor jeito de conseguir que alguém te note (já te dei todas as dicas naquela conversa).
    eu espero que você aproveite tudo nesses dias e volte com vários livros na mala e brindes e autógrafos e fotos e marcadores e etc hahahaha
    ps: estou muito feliz em saber que você leu o seu contolindomaravilhosoperfeito na sua aula e que você se sentiu bem ao fazê-lo.

    beijos, tatii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi tatii,
      Eu sempre achei que a de São Paulo fosse maior, acho que porque começou antes. Mas enFIM, apesar de não ter conseguido falar sobre o blog (vou falar disso nos posts), a Bienal foi muito melhor do que eu podia ter imaginado. Superou minhas expectativas e olha que elas estavam bem altas. Não queria que acabasse, mas já estou escrevendo tudo para poder reviver<3
      Sobre o ps: Simmm, foi bom demais.

      Beijo<3

      Excluir