Diário Artístico: Como controlar um exército de vampiras

by - 21:13

Só não começo esse post com a frase EU TO EXAUSTA, porque foi assim que o último post começou. Mas eu sinceramente, estou exausta. Meus professores tem me entupido de trabalhos para recuperar o tempo perdido com as aulas canceladas de dezembro e com as outras obrigações que surgiram do inferno, eu mal consigo parar pra respirar direito. Hoje eu finalmente apresentei o mais importante dos seminários que precisava apresentar e fiquei tão feliz por ter me livrado disso que resolvi me presentear passando a tarde escrevendo. Eu escrevi 2 mil palavras em As Crônicas de Kat hoje e nada mais justo do que publicar o Diário Artístico sobre a história, que eu tinha planejado para o fim de fevereiro e deveria ter saído segunda. Eu também tenho milhares de coisas para contar para vocês, mas eu vou fazer isso aos poucos durante o mês de março, certo? Esperem por umas novidades bem loucas.
Caso o título do post tenha te atraído até aqui, eu vou começar o post respondendo ao questionamento: Você não controla. Até a Kat tem problemas para controlar os 13 pequenos monstros que ela criou, quem sou eu, pobre mortal e escritora para controlar aquelas pestes? Caso você tenha clicado no link aleatoriamente e não faça ideia do que eu estou falando: Olá! As Crônicas de Kat é uma história num formato que eu resolvi chamar de web novella, postada aqui no blog. A primeira fase da história já foi completa e totalmente publicada aqui e também está disponível para download em PDF na página As Crônicas de Kat (e eu estou planejando uma nova edição do PDF - mas sem mudanças na história, só na formatação e correções ortográficas, então vocês podem baixar agora se quiserem). Quando a primeira fase chegou ao fim (em agosto de 2014), a história entrou em hiatus enquanto eu escrevo a segunda fase. E é exatamente sobre escrever a segunda fase que eu vou falar aqui. Não acho que esse post contém spoilers, porque eu me esforçarei ao máximo para não usar termos que entreguem o que está acontecendo, mas eu vou falar bastante sobre a história aqui, então se preparem.
Se precisamos de um gif para definir a segunda fase de ACDK, deixemos Santa Katherine Pierce falar.
(Esse post só terá gifs de The Vampire Diaries. Porque why not?)
Não sei se vocês se lembram, mas no começo do ano (ou foi no fim de 2015?), eu disse que o objetivo para 2016 era me focar nos meus dois maiores projetos de escrita: meu livro, Mais Uma Vez, e ACDK. Em janeiro eu consegui trabalhar bastante nos dois, sem enlouquecer, já que ter colocado as duas histórias no mesmo universo finalmente fez sentido para mim. Em fevereiro, MUV foi deixado para trás, já que a única coisa que eu consegui pensar era ACDK. Na verdade, eu já estava um pouco assim desde a última semana de janeiro, graças à minha meta de terminar os dois primeiros capítulos de As Crônicas de Kat no primeiro mês do ano. Eu criei uma meta meio silenciosa e flexível de escrever dois capítulos da história por mês. Em fevereiro isso foi completamente impossível, principalmente por causa da faculdade, mas ainda assim, não vou tratar com desprezo as 10 mil palavras que eu consegui escrever para o capítulo 3 em fevereiro. A segunda fase da história vai ter 10 capítulos e pelos meus planos eu quero terminar de escrever tudo no meio do ano (possivelmente até o Mês Literário). Depois disso começa o processo de edição e eu planejo começar a postar a história no fim de 2016 ou no começo de 2017 (vocês saberão, porque eu farei o mesmo furdunço que fiz no começo da primeira fase). Além disso, como aconteceu na primeira fase, assim que todos os capítulos forem postados aqui no blog, uma versão em PDF será disponibilizada para download. E eu ainda tenho ideias de mais contos especiais e possíveis spin-offs, porque quando eu me apego a alguma coisa, largar é muito difícil.
O pessoal que estuda comigo disse uma vez que eu tenho uma das mentes mais desgraçadas do mundo porque eu tenho que lidar com diversos personagens falando comigo ao mesmo tempo - e as personagens de As Crônicas de Kat com certeza são algumas das mais agressivas. E ultimamente elas não sabem me deixar em paz! Sério, nas últimas semanas, no momento em que eu sento no banco do ônibus às 6h35 da manhã, meu cérebro liga um interruptor imaginário e todos os pensamentos que entram na minha cabeça são a respeito de ACDK. Não importa o que eu faça ou no que tente me concentrar (e especialmente se eu tentar me forçar a estudar), a única coisa que invade minha cabeça são pensamentos sobre os plots, diálogos gritados pelas personagens principais, ideias importantes sobre cliffhangers, TUDO! Eu já começo os dias assim! Claro que não adianta nada porque eu ando atolada de trabalhos da faculdade. Eu geralmente chego em casa cheia de vontade de escrever e mesmo negociando comigo mesma para fazer os trabalhos de uma vez e escrever depois, eu sempre me embolo com tudo e se escrevo é com todas as coisas que tenho para fazer sendo jogadas para o lado. Hoje, por exemplo, eu deixei o texto com entrega para amanhã para mais tarde, para poder terminar o capítulo 3 - e depois de 2 mil palavras eu ainda assim não consegui terminar ele.

Existe um universo paralelo onde Katherine Pierce e Sophie Hass são a mesma pessoa.
Para escrever a segunda fase eu tenho tido que lidar com um monte de drama. Essa é a última coisa que eu esperaria das minhas vampiras sem sentimentos, mas elas têm sido umas vacas ultimamente. Um monte de mudanças tem acontecido no Exército e absolutamente ninguém está feliz com isso - especialmente eu. Como a história se passa em um período de tempo bem próximo do nosso (o primeiro capítulo vai de novembro de 2014 a setembro de 2015, o segundo é em outubro de 2015, o terceiro vai de dezembro de 2015 até janeiro de 2016 e o quarto é em fevereiro de 2016), eu abandonei os diários e substitui por povs, mantendo apenas o estilo rápido de contar a história através de cenas em flash (o capítulo um já te enche de novas histórias e personagens novas). Cada uma das 13 tem espaço para contar partes da história, o que é caótico porque todo mundo quer falar ao mesmo tempo. E ainda tem personagem nova, que não faz parte do Exército e não vai narrar nada, querendo falar. Acho isso muita falta de respeito. Por isso, os capítulos tem saído com em média 10,7 mil palavras (O primeiro teve 11 mil, o segundo 7 mil e o terceiro está estimado para 13 ou 14 mil) (Caso vocês estejam se perguntando, o maior capítulo da primeira fase é Bem-vindas ao Século XX, com 17 mil palavras. E o menor é Ellie, com 3 mil.).
Deixa eu ambientar vocês no momento da história em que chegamos: Assim que o "número maldito" foi alcançado, com a entrada de Olívia no Exército, Kat baixou a general interior. Ela estabeleceu regras para manter todo mundo seguro até a hora certa. Funcionou por um tempo, mas logo em seguida a pior parte da imortalidade - o tédio - atingiu as vampiras com toda força. E a única forma que elas encontram para acabar com o mesmo é criando caos. Mas como coincidências não existem em um mundo onde bruxas são reais, cada erro ou acerto cometido pelas treze enrola ou desenrola uma trama já complicada o suficiente por si só. Elas passaram quase um século se acreditando prontas para a grande missão que lhes fora designada, mas é claro, a decida até o Inferno não é tão fácil quanto o orgulho delas acreditava ser. Não vai ser bonito, vai ser bastante perigoso e citando uma frase da própria história "Eu quero dizer que assim como pessoas terão que morrer, vampiros, possivelmente animais e até plantas também terão. Acontece. E não tente fingir que não sabe que é isso que acontece em guerras". O que mais eu posso adiantar é que tem personagem conhecida ressurgindo dos mortos (literalmente), personagem nova sendo tão badass que eu me apaixonei, ligações familiares esquisitas aparecendo e um desses:

Porque toda história de vampiros precisa de um big bad vampire.
Adoro o fato de que eu realmente estou conseguindo escrever a história e realmente sei o que eu quero dela. Acho que o NaNoWriMo 2015 fez por mim algo que outros 6 anos escrevendo não tinham feito: eu finalmente entendi como funciono e o que eu preciso fazer para conseguir escrever e descobrir do que a história precisa. Claro que isso me deixa meio frustrada porque eu não posso simplesmente sentar e escrever algumas horas por dia, como eu queria. Eu ainda tenho pelo menos 3 anos e meio até que eu possa viver apenas escrevendo e isso é mais tempo do que eu consigo aceitar. Faculdade é o maior atraso de vida.
É claro que o NaNoWriMo não me transformou em uma máquina de escrever (ou eu teria que mudar o nome do blog), mas graças às meninas do SA, eu descobri outras técnicas de escrita para me tirarem de qualquer tipo de bloqueio criativo. As aesthetics e as playlists tem sido a salvação para os meus momentos de procrastinação. Transformar minhas personagens em imagens e playlists, me faz entender melhor quem elas são e o que elas querem. Eu ainda estou trabalhando nas playlists das minhas vampirinhas e até agora apenas a da Kat e a da Ellie estão fechadas (e completamente maravilhosas). As outras 11 tem as playlists mudadas o tempo inteiro, porque dá muito trabalho definir personagens assim - e porque é só eu precisar montar uma playlist que eu esqueço o nome de todas as músicas que eu já ouvi na vida. Assim que eu terminar as 13 playlists com 7 músicas cada, eu divulgarei elas aqui.
É isso, espero que o post tenha animado algumas pessoas a começar ACDK,
Não sei quando eu volto, mas espero que não fique louca com os trabalhos da faculdade outra vez e que seja logo.
G.

You May Also Like

10 comentários

  1. Um salve para o NaNo 2015!
    ACDK YEAH!!!!!!1
    GIFS DE TVD YEAH!!!!
    Giu sabendo o que quer a história YEAH!!!!!

    Eu fico contente que você tenha descoberto e que tudo esteja dando certo, quer dizer, o mais certo possível levando em conta a vida adulta e a faculdade ahahha E nem posso reclamar que vou ter que esperar muito pela segunda fase, porque nãos ei onde acharia tempo pra ler ele mesmo se estivesse em mãos agora.

    "Existe um universo paralelo onde Katherine Pierce e Sophie Hass são a mesma pessoa." QUÊ? Mas eu amo a Sophie e odiava a Katherine :|

    "eu finalmente entendi como funciono e o que eu preciso fazer para conseguir escrever e descobrir do que a história precisa." o "como", o "quê" e o "do quê" são respondidos nos post dos Nano? acho que li eles, mas não lembro :x

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muita coisa pra comemorar SOCORRO, AMEI.
      Eita, imagino como deve estar sua agenda nessas últimas semanas. É enlouquecedor esse começo de faculdade né? Fico feliz que você tenha achado tempo para ler e comentar aqui, você é um amor.
      COMO ASSIM VOCÊ ODIAVA A KATHERINE?????????? COMO ALGUÉM ODEIA A KATHERINE??? Mas tudo bem, tudo bem. Eu entendo isso um pouco. Mas só bem pouquinho mesmo.
      Mais ou menos, é mais uma coisa abstrata. Eu to me descobrindo, sei onde eu preciso me forçar e onde eu não deveria fazer isso. Sei como me fazer manter um ritmo e cumprir uma deadline. Acho que por ter me feito simplesmente escrever durante o NaNoWriMo eu consegui entender que é isso que eu preciso fazer: simplesmente escrever. Cada um tem um ritmo diferente e uma forma diferente de funcionar e se descobrir é a maior parte do processo.
      <3

      Excluir
  2. oi g!
    vamos ignorar o fato de eu não ler a história - ao qual eu sempre irei me sentir mal-, mas achar maravilhoso todos os detalhes da história.
    falando do título do post: eu nem sei controlar as minhas personagens adolescentes normais, imagina um exército de vampiro! não que uma seja muito diferente do outro.
    como eu não sei nada da história, vou comentar apenas o final do post, ok? eu acho que o nano fez muito por mim ano passado do que eu na minha vida toda, fato. e vocês do SA também. desde novembro, eu tenho ficado bem mais confiante para escrever e fazer coisas relacionadas a isso seja na em projetos ou em blogs.
    "espero que o post tenha animado algumas pessoas a começar ACDK" senti uma indireta aí! que em 2016, eu arrume um tempo para ler e gostar tanto quanto eu gostei da sua última indicação literária!

    beijos, tatii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee,
      Já falei que você não precisa se preocupar, mulher. Eu entendo que não é bem seu gênero e eu já estou felicíssima por você ter lido Carmilla. Adoro levar as pessoas para o lado negro. E quem sabe você queira ler um dia mesmo? Pode sempre acontecer né?
      SIMM, O NaNoWriMo 2015 e as pessoas que vieram dele foram uma bênção nas nossas vidas. Eu nem esperava tanto dele e ele foi totalmente maravilhoso. Acho que eu escrevi mais nos últimos 4 meses do que nos 5 anos antes disso. Estou amando e é incrível passar por isso com vocês do SA, de verdade.
      Beeijo

      Excluir
  3. Hey, Giulia!
    Eu to há tempos pra ler ACDK, e não consigo tempo, PORÉM, eu leio ainda esse ano, e vou me esforçar pra começar a ler logo pois não aguento mais ver você falando dos personagens e eu não saber quem são. Por isso, tentarei mesmo ler, obviamente eu devo ficar umas semanas lendo pois minhas aulas começam daqui há 3 dias (choremos).
    Enfim, é bom ver que você está se aprimorando como escritora, descobrindo como melhorar tudo. É isso ai!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DANY! OI!
      Odeio essa falta de tempo da vida, mas entendo muito você não conseguir achar tempo porque pra mim ler ultimamente anda supertenso. Se você conseguir ler, por favor, me diga o que achou e pode gritar comigo se sofrer um pouco com a história. Eu espero que curta muito!
      Bom começo de aulas, tudo dará certo este ano. Suas férias foram bem curtas né? Terrível isso.
      Obrigada! Eu to bem animada com isso.
      Beeeijo<3

      Excluir
  4. MIGAAA QUE PODEROSAA!
    Imagina se meus personagens fosse assim? eu estaria louca já.
    Ai eu to louca para ler ACDK *---* A segunda fase me deixa tão empolgada XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha<3 De graças a Deus por eles não serem, sério. Tomara que a segunda fase seja o que você está esperando. Obrigada por tudo, Dani.

      Excluir
  5. GIULIAAAAAAAAA
    Eu sou péssima guardando informações na minha cabecinha, por isso me considero poser de tudo que eu deveria ser fã (?). E histórias bem pensadas como ACDK me deixam pensando o dia todo e querendo ler de novo pra ver se eu entendi direito hsuahssauhs Você tá se esforçando mesmo e eu queria ter essa força de vontade e essa inspiração para minhas histórias.
    De qualquer jeito, eu já imagino o livro em minhas mãos e a trilha sonora (English Love Affair do 5SOS não sei por que) e até o filme.
    Falando nisso, cadê a arte do livro???
    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LÍVYYAAAA, QUE SAUDADES
      Nossa, super te entendo com essa coisa das informações. Eu só gravo informações extremamente aleatórias e muitas vezes irrelevantes. Mas recomendo você dar uma lidinha antes da segunda fase sair, só pra lembrar o que tá acontecendo.
      SOCORRO, amei o nome da música!! Deixa eu procurar por motivos óbvios. Vou postar a arte em algum momento este ano, prometo. E quero consegui publicar ele logo também, fica de olho.
      Beeijo

      Excluir