Os 7 melhores vlogs para assistir hoje no YouTube

Todos os posts do Quebrei a máquina de escrever só são possíveis graças aos nossos apoiadores no PicPay Assinaturas. A partir de R$1 por mês, você ajuda a tornar a fazer o blog acontecer. Clique aqui e apoie. Para ver outras opções de apoio, inclusive gratuitas, visite a aba "Apoie". 


Se eu dissesse que percebi o mês de abril passar e o blog ficar sem post novo, eu estaria mentindo. Abril foi um daqueles meses que praticamente passou por cima de mim e comigo entrando no blog praticamente todo santo dia, os dias pareceram ser um só, um atrás do outro. Aqui no blog foco era trazer visualizações e engajamento para os posts existentes, já que o blog já está monetizado, enquanto eu criava e crescia o YouTube para que alcance a monetização. Problemas de criadores de conteúdo multiplataforma.

E falando na campanha de monetização do YouTube, tem sorteio de R$100 em Pix ou em compras rolando lá no meu canal. Para participar, você precisa se inscrever no canal e preencher este formulário. O formulário pede uma senha, que está disponível no vídeo em destaque no canal (este do link). O vídeo tem somente 1 minuto de duração e a senha aparece na tela, para você não errar. O sorteio acontece assim que o canal chegar a mil inscritos (no dia 27 de abril, estamos com 806 inscritos, então eu estimo mais um mês de sorteio).

E quanto mais perto de mil inscritos a gente chega, outra meta necessária para a monetização do YouTube vai se tornando protagonista: As 4 mil horas assistidas. Não parece muito, em perspectiva: cada inscrito só precisa assistir a 4 horas de vídeos para que esse número chegue. E alguns canais por aí tem esse número ou muito mais diariamente. Mas para um canal que está crescendo com muitas penas, é um numero complicado de alcançar. Eu passo uma boa parte do dia com meus próprios vídeos tocando no fundo, só para ajudar, mas uma andorinha só (que está trabalhando em tempo integral) não faz verão. Por isso eu fiz um sorteio que obriga a assistir ao vídeo, por isso estou planejando mais lives e fazendo mais conteúdo por lá.

Só que eis a questão: Meu trabalho em tempo integral? Analista de conteúdo e social media. Eu passo dias analisando os perfis de clientes da empresa onde trabalho e agora mesmo estou em um projeto superlegal de presença digital, que tem tomado a maior parte da minha carga horária. E quando o dia de trabalho termina, eu começo a analisar meus próprios perfis e trazer para a prática o que eu teorizo nos meus relatórios. Testar diretamente o que funciona e o que não funciona.

Por isso eu parei para olhar meu canal do YouTube. E percebi que a maior parte do tráfego do canal vem daqui do blog. E é claro que vem. Existe um motivo para o Quebrei a máquina de escrever ser a minha empresa. O maior acesso que as pessoas têm a todo meu trabalho e minha carreira nos últimos 11 anos vêm daqui. E como é assim que funciona, nada mais justo do que eu fazer curadoria dos meus próprios vídeos aqui para o blog.

Existe uma série de vlogs lá no YouTube que eu fiz como conteúdo complementar para posts daqui. Eu chamei esses vídeos de "Quebrei a câmera" e hoje, eles estão em destaque em uma playlist do canal. Caso queira assistir a todos, pode clicar aqui e caso queira assisti-los através dos posts do blog, você pode clicar aqui. E conforme eu assistia a esses vídeos eu percebi que tenho meus preferidos. Por isso, separei os 7 melhores vlogs para quem quiser assistir e saber mais sobre mim, ou para quem só quiser ajudar na meta de monetização mesmo! Vamos lá?


1. XVIII Bienal do Livro Rio

Esse vlog é simplesmente 30 minutos seguidos de gatilho. Não porque ele é pesado, mas porque ele é muito muito feliz. A ponto de me deixar com vontade de chorar. Eu estava reassistindo essa semana e percebendo que eu nunca — nunca — serei tão feliz numa Bienal quanto eu fui em 2017. Na minha primeira Bienal como autora/profissional do livro, eu ainda tinha esperanças, brilho nos olhos, amor pelo mercado literário como um todo. Hoje em dia, eu sou talvez a pessoa mais cínica que eu conheço.

Por outro lado, essa foi também minha última Bienal (apesar de não ter sido meu último evento literário de grande porte) e ao que tudo indica a próxima será a Bienal do Livro da Bahia em novembro. Com fé em Deus, a Bienal da Bahia vai ter mais aspectos que eu gosto sobre a literatura, do que aspectos que eu detesto. 

2. 20 fatos sobre mim

Esse aqui tem um apelo especial até para quem me odeia. Um clássico entre os vídeos do blog, esse vídeo foi gravado alguns dias antes do meu aniversário de 20 anos e nele eu estou usando uma base de um tom completamente errado e falando sobre coisas que nem são mais verdade hoje em dia. Certeza que vocês vão encontrar uma coisa ou duas para falar sobre mim nos grupos de mensagem. 

Para quem gosta de mim, é um vídeo fofinho com a Giulia de 19 anos contando histórias e sendo completamente diferente da Giulia de 24. Rendeu até uma cena extra que eu adicionei ao vídeo de Retrospectiva de 2018.

3. Conhecendo minha sobrinha

E falando em 2018, no fim do ano, eu lancei o Diário de Bordo 8, a coluna de férias do blog, que naquele ano seria no formato vídeo. Como resultado, eu acabei registrando aquela que foi uma das melhores semanas da minha vida (eu diria até mesmo a melhor se não fosse as duas semanas que eu passei em Los Angeles). 

Entre 16 e 18 de novembro, eu fui para Salvador conhecer minha sobrinha, então com 3 meses pela primeira vez. Hoje ela tem quase 4 anos e eu não a vejo há dois... Vocês não imaginam o quanto dói. Assistam o vídeo para eu monetizar o YouTube e ter dinheiro suficiente para vê-la. Juro que faço até vlog de reencontro.

4. Lançamento de A Linha de Rumo

Em 22 de novembro do mesmíssimo ano foi o lançamento físico e presencial de A Linha de Rumo, meu livro de estreia, um mês e onze dias depois do livro ficar disponível na Amazon. Depois de um dia oficial de lançamento extremamente traumatizante, o evento presencial oficial me ajudou no processo de cura e me permitiu processar várias coisas que eu não tinha conseguido anteriormente. Só de vender todos os livros disponíveis no lançamento, eu já venci demais.

Assistir a esse vídeo me dá uma saudade tão grande de eventos presenciais nesse estilo que eu já estou planejando o próximo. Assista para ver minha apresentação no lançamento, resposta de perguntas e eu exausta falando sobre como eu estava feliz. E ah, caso você queira sua própria cópia autografada, vai lá no meu site que o valor é melhor e o livro ainda vai com marcadores.


5. A primeira festa de Natal do ano

No dia seguinte ao lançamento presencial de A Linha de Rumo, dia 23 de novembro de 2018, foi a primeira festa da Natal daquele ano. Eu e meus amigos da faculdade fazemos uma confraternização de Natal todo ano desde 2016 (mas equivalente ao Natal de 2015) e mesmo que hoje em dia a gente consiga fazer no começo de dezembro, porque todos trabalhamos na mesma cidade, quando a gente ainda estava na faculdade era mais difícil porque quase todo mundo voltava para a casa dos pais assim que as aulas terminavam. 

Por isso em 2018, a festa aconteceu tão cedo. Foi na Black Friday, e como é tradição de família montar a árvore neste dia, eu resolvi fazer a festa na minha casa para que a gente montasse a árvore de Natal juntos.  No dia seguinte ao lançamento de A Linha de Rumo!!! Comigo exausta e feliz! O que rolou vocês podem assistir no vlog.


6. Acadêmicos de Giulia Santana, Nota: 10!!

Originalmente essa lista só tinha cinco vídeos, mas os dois últimos vídeos da lista merecem mais do que uma simples menção honrosa. Este aqui, é o vlog da minha banca de TCC, que completou 3 anos no último dia 23 de abril. Um período complicado se seguiu a banca e nesse período os vídeos demoraram bastante para sair. Eu falei um pouco sobre isso neste post aqui.

Apesar disso, eu tenho muito orgulho de ter sobrevivido e crescido nessa fase da minha vida. Por isso, eu amo este vlog e acredito que ele vale a pena assistir.


7. Rio

O mais próximo que nós temos de um vlog de Los Angeles, no último vídeo do Diário de Bordo 8, eu registrei o dia em que tirei meu visto de turista para os Estados Unidos, menos de 3 meses antes da minha viagem. Um dos dias mais absurdamente insanos que eu já vivi e um dos melhores também, mesmo que o tanto de chuva tenha me deixado doente depois disso.

Sou muito feliz em ter esse vídeo, mas considerando que eu nunca consegui (por questões emocionais mesmo) escrever um post sobre Los Angeles, hoje em dia eu penso que queria muito ter feito um vlog em LA. Não tenho vídeos suficientes daquela viagem. Quem sabe da próxima vez. 

--

E é isso!
Se você assistir aos vídeos aqui no blog mesmo, deixa um comentário aqui nesse post. Ou comenta lá no YouTube. Quero saber o que todo mundo achou dessa janelinha da minha vida.
Até a próxima,
G.

Postar um comentário

0 Comentários