60 razões para escrever

by - 01:04

Não, a maldição dos posts de madrugada não voltou. Esse post que é muito grande e levou esse tempo todo para ser escrito. O bom foi que eu consegui postar as minhas "60 razões para escrever" hoje, dia 25 de julho, dia nacional do escritor. É uma coletânea de fatos, citações e imagens que dizem porque escrever é tão maravilhoso. Espero que vocês gostem.

1. Você pode dar vida a seu próprio mundo. Eu acredito que todo mundo tem um próprio mundinho dentro de si, pronto para ver a luz a qualquer momento. Escrever é trazer esse mundo à superfície.

2. Escrever é praticamente um trabalho de parto: Cansa, dói, leva uma eternidade para ficar pronto, mas no fim você fica tão feliz ao ver aquilo que você criou que acaba valendo tudo à pena. Claro que existem aqueles momentos de depressão pós parto em que você odeia seu beb.. quer dizer, história, mas para tudo se dá um jeito.

3. "O que você escreve é tão importante.  Você é a única de você no mundo. Em milhares de milhões de anos que foram sempre, e os trilhões que seja, você é exclusivamente de você. Ninguém mais tem mistura de palavras que sua alma tem. E ninguém nunca terá. Suas palavras são poderosas por causa de sua individualidade." - Raine Summers (Adaptado)

4. Sua escrita pode salvar vidas. Um dos meus principais objetivos é salvar a vida de alguém com algo que eu escrevi, mesmo que isso só signifique uma fuga temporária de uma vida ruim. Quando eu receber minha primeira carta de fã dizendo que eu salvei uma vida eu vou poder me aposentar. (Brincadeirinha, parafraseando o Gustavo Magnani, escrever para mim é inerente a estar viva).

5. Escrever é produzir cultura, mesmo que sem querer. Mesmo que você só mantenha um diário ou só escreva quando é obrigado ainda assim você está produzindo cultura. Suas palavras são um reflexo de você como é por dentro. Você faz parte de uma nação, foi nascido e criado em uma sociedade e são as suas decisões que podem mudar isso. Cada uma das palavras que você escolhe passar para o papel são parte de uma cultura e podem mudar o mundo.

6. Se você quiser se tornar escritor profissional no Brasil ninguém vai dizer que é só por causa do dinheiro. Até porque, que dinheiro?

7. Quando você escreve, ler se torna parte do trabalho. E você pode fiar na sua cama o dia inteiro lendo e dizer para todo mundo que está trabalhando. Ler para um escritor equivale a conhecer causas antigas para um advogado: não é trabalhar em si, mas vai ajudar no trabalho depois.

8. Escrever não é apenas uma profissão, pode ser um hobby também. Assim como a maior parte - senão todas - das artes, você não precisa necessariamente ganhar dinheiro com a sua escrita. Pode ser só por lazer. E o tipo de lazer que vale a pena.

9. Escritores são praticamente uma outra espécie de ser humano, por isso tem dificuldade em se comunicar com outras pessoas que não escrevem. Não que nos consideremos especiais demais, é que falta assunto com outras pessoas mesmo  mesmo.

10. Você não necessariamente precisa ter uma vida além dos seus livros. Mim escrever livros.

11. Escrever ajuda a organizar as ideias. Transformar seus pensamentos caóticos em uma forma de comunicação lógica e concisa ajuda a resolver seus problemas com mais facilidade.

12. Escrever e ser amiga de outros escritores pode te fazer ganhar livros novinhos que ninguém ainda leu e de graça. Não que já tenha acontecido isso comigo. Ou que eu vá fazer isso.

13. É muito mais fácil criar um bestseller do New York Times do que um top 10 do iTunes. Difícil mesmo é ser o mais vendido da Veja.

14. Você pode usar seu caderno para fazer rascunhos ou adiantar seus textos durante a aula e o professor vai achar que você está prestando atenção na aula e anotando o que ele diz. Eu literalmente fiz isso hoje anotando esse post para passar a limpo depois. Fiz isso um zilhão de vezes enquanto escrevia os primeiros capítulos de As Crônicas de Kat.

15. Como você nasceu em uma época onde tudo é digital além de não precisar se importar com a sua letra que parece mais caracteres japoneses, também pode aprender a usar as duas mãos no teclado, para aumentar sua produtividade e diminuir as chances de lesão. Essa última parte eu ainda não dominei, sempre acabo com o pulso machucado.

16. "Eu não acho que nós, como escritores, pensamos o suficiente sobre palavras. As palavras mágicas. São coisas belas, longas ou curtas, que podem transmitir nossos pensamentos e idéias. Quando usadas para expressar a imaginação, como em uma obra de ficção, elas podem deixar você eufórico ou melancólico e levá-lo em um passeio de montanha-russa de emoções. E adivinhem? Isso é o que você faz escrevendo. Acredite ou não, você é um mágico da vida real." - Anna Grace Bolland (Adaptado)

17. Na sua escrita é você quem manda e desmanda. O que é ótimo para quem é controlador, tipo eu. Bem, tá, se você for profissional e tiver um agente ou editor ele provavelmente vai dar vários pitacos na sua escrita, mas se você tiver confiança suficiente pode sempre mandar ele ir se ferrar e continuar fazendo as coisas do seu jeito - e provar que o seu jeito vende, caso contrário você vai ouvir muitos "eu avisei" se não acabar sendo o fim da sua carreira.

18. "Livros são a prova que a magia existe." - Desconhecido.

19. Escrever pode ser uma verdadeira porta para oportunidades inesperadas. 

20. Escritor famoso é o único tipo de celebridade a quem é aceitável ser tímido. Acho que eu não conheço um escritor que não seja tímido. Alguns perderam a timidez com o tempo, mas a maioria deles quase entra em panico quando pensa em falar sobre suas histórias para um grande público.

21. "Se você ouve vocês na sua cabeça e elas sequer estão falando com você... Você provavelmente é um autor"

22. Não existe esse papo de se sentir "mal demais para criar". Não interessa se você está com raiva, se está triste, se está feliz, se está melancólico, se está eufórico, não interessa. Cada humor pode acabar criando uma história, poema, ensaio diferente.

23. Sempre dá para transformar aquela pessoa que você odeia em um personagem e criar um fim terrível para ela. Acabei de ter uma ideia brilhante sobre meu novo professor de português.

24.
Créditos da Tirinha: Estevão Ribeiro/Os Passarinhos

25. Você pode ter um acervo de textos guardados para quando o professor de redação, de literatura ou de artes pedir um texto de tema livre. É uma pena que eles NUNCA façam isso.

26.  Escrever te ajuda em praticamente todas as matérias da área de ciências humanas. Dizem que linguagens também, mas não é o meu caso.

27. Escrever sobre tudo que acontece te faz perceber que sua vida não é tão chata assim. Pelo menos é o que acontece comigo. Transformar minha vida em arte faz com que ela seja menos entediante. Ou quase isso.

28. Escrever sobre tudo que acontece também faz com que os problemas se tornem mais simples. Eu gosto de transformar minha vida em uma história e me perguntar que final lógico eu daria se meu personagem principal estivesse passando pela mesma coisa que eu.

29. "A arte e o amor são a mesma coisa: é o processo de ver-se em coisas que não são você." - Chuck Klosterman 

30. Você pode criar seu próprio idioma e escrever coisas que só você vai entender.

31. "Só existem três formas de se tronar realeza sem ter nascido nela: Por casamento, por guerra e criando seu próprio reino." - Giulia Santana

32. Quando você escreve coisas maneiras você pode citar a si próprio e colocar seu nome no final. Vide item acima.

33. Ler textos antigos reflete melhor quem você costumava ser do que qualquer foto que você tiver.

34.  "Escrever é mais seguro, de alguma forma 
porque a minha caneta não pode gaguejar como meus lábios, 
e as palavras pode ficar presas na garganta, 
mas não nos dedos, eles não podem tropeçar 
em trilhas de papel de linhas azuis 
porque a escrita é definida e clara
e ninguém pode dizer se eu estou chorando 
ou rindo
através de palavras escritas sozinhas" - Adaptado do Tumblr.

35. Você pode criar memórias maravilhosas escrevendo e inventar memórias escrevendo coisas que não existiram também. Os dois vão te fazer sorrir no futuro.

36. Sendo sincera, escrever te permite fazer qualquer coisa, sem o controle de nenhum tipo de regra. Quer dizer, tirando aquelas regras idiotas que a "sociedade literária" insiste em tentar convencer a gente a cumprir tipo "prólogo tá fora de moda", "fuja dos clichês", "iniciar livro com a pessoa acordando é  ridículo", mas lembre-se da máxima mais importante da vida de um escritor: A história é minha, eu faço o que eu quiser.

37. Você vai sentir a estranha sensação de felicidade por ter feito alguém chorar com um texto. É uma coisa única.

38. Ao contrário da vida real, erros em histórias podem sempre ser apagados e escritos de formas diferentes.

39. Escrever também pode te fazer reviver coisas que já aconteceram há um bom tempo.

40. Você ganha pelo menos umas 10 datas comemorativas a mais no calendário. Dia do leitor (7 de janeiro) dia do vendedor de livros (14 de março), dia nacional da poesia (14 de março), dia do diagramador e do revisor (28 de março), dia nacional do livro infantil (18 de abril), dia mundial do livro (23 de abril), dia da literatura brasileira (1º de maio) dia nacional do escritor (25 de julho, TAMBÉM CONHECIDO COMO HOJE), dia mundial do escritor (13 de outubro), dia internacional do livro (23 de novembro) e assim sucessivamente.

41. Se você é viciado em café, saiba que os escritores possuem a 8ª profissão que mais precisa de café. E você pode usar isso como desculpa para beber mais café, claro.

42. Você pode observar pessoas como um hobby pra entender como elas funcionam e transformar em história. Mas isso só é vantagem pra stalker.

43. "Um romance são tantos romances quantos forem seus leitores" - João Ubaldo Ribeiro

44. Até ver série ajuda você a escrever. Na verdade, 2 Broke Girls me ajudou até a me comunicar com um gringo no aeroporto, mas isso é outra história.

45. A frase "escreva sobre o que você conhece" te deixa com vontade de conhecer sempre mais sobre o mundo para ir melhor no seu trabalho. É o meu caso pelo menos.

46. "Um escritor nunca entra de férias: para ele a vida se consiste em escrever e pensar sobre escrever" - Eugene Ionesco (Adaptado)

47. "Escrever é mais parecido com pensar do que falar" - Joseph Joubert

48. 

49. Não existe escola que te ensine a escrever literatura. É claro que a maioria dos autores faz faculdade em alguma área, mas não existe faculdade pra ensinar como se escreve. 30% dos autores publicados brasileiros não tem diploma de ensino superior. Nenhum certificado vai dizer "você é um escritor agora", é o seu trabalho que vai.

50. Você vai descobrir que uma das melhores coisas do mundo é escrever de madrugada no frio. Estou fazendo isso agora, to cansada, mas tá valendo apena.

51. Você vai aprender a apreciar os momentos em que a internet cai. Porque isso significa sair do Facebook e/ou do Twitter e ir logo escrever.

52. Trabalho de pesquisa para um livro novo é muito divertido. Eu geralmente passo horas pesquisando sobre coisas para ter certeza de que vão estar certinhas no meu livro. Foi assim que eu conseguir boas notas em genética: única matéria de biologia em que eu sou realmente boa, por causa de Mais Uma Vez.

53. Escrever também é uma forma de eternizar aqueles que você ama. Transformando-os em uma história, que nunca morre de verdade.

54.  A busca da posição mais confortável para escrever também é legal. E infinita.

55. Você pode falar sobre suas crenças em uma história sem incomodar ninguém. Já fiz muito isso.

56. 

57. Se você gostar de nomes demais para o número de filhos que você quer ter é só aproveitá-los com personagens.

58. 


59. Escrevendo você descobre a magia de transformar coisas que você achava impossível de descrever em palavras...
60. Mas o bom mesmo é perceber que certos sentimentos não podem ser descritos. Eu lembrei de um momento assim agora enquanto lia meus textos para me inspirar, e me deu uma sensação tão gostosa. Acho que todo mundo já conhece essa história, mas não custa repetir: Quando eu estava no primeiro ano, o professor de artes pediu que nós fizéssemos uma obra de arte que tivesse tendencias românticas (relacionadas ao movimento romantismo, no caso). Foi aí que eu escrevi "Enquanto a noite chegava". Quando eu fui apresentar eu fiz um resumo básico do que havia escrito (porque ler o conto inteiro na frente de 46 pessoas não ia rolar, tipo, não mesmo) a sala inteira gritou e o professor ficou todo animado. Acho que foi exatamente nesse momento que o jornalismo se tornou minha "segunda opção de carreira", foi nesse momento em que eu pensei que queria viver por aquilo, ver pessoas animadas por algo que eu criei... foi de longe o melhor momento da minha vida até agora. Jesus, acho que lembrar disso acabou com todo o resto de ressaca criativa que eu estava. Sinto que poderia escrever outro livro.

G.

You May Also Like

4 comentários

  1. Oi Giu! Primeiro feliz dia do escritor (de novo) :D
    Segundo que adorei essas 60 razões! Ser escritor é algo incrível e muito difícil de explicar para alguém que não escreve. Espero que o número 12 aconteça muito rápido (sentiu a indireta? hahaha) e que o 14 eu faço isso sempre, mas não uso cadernos e sim post-its para disfarçar ainda mais dos professores (a vantagem de ter letra pequena é que um capitulo cabe em três post-it).
    Me tornar escritora foi a coisa mais feliz que fiz na minha e acho que quando eu finalmente terminar e publicar meu livro será o dia mais incrível do mundo. Pensei em várias profissões para me tornar, mas acho que essa é a que tem mais liberdade e a mais prazerosa do mundo. A gente pode escrever em qualquer lugar, não precisa ficar preso a um escritório; não tem horário comercial, você pode começar escrevendo às 5AM e ir dormir 12PM sem se importar com nada.
    Além de que a gente pode conhecer o mundo sem sair do lugar :)

    beijos, tatii alves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie! Tatii e seus comentários, sempre maravilhosos.
      Quanto ao número 12, eu sou uma grande fã da troca de livro, hehe. E você me deu uma ótima ideia sobre os post-its, o único problema é que eu perdi os meus. Acho que vou a comprar mais.
      Concordo com tudo que você disse do início ao fim. Escritor é um dos únicos, se não o único, profissional a ter tanta liberdade assim, é maravilhoso.
      Beijo.

      Excluir
  2. Me identifiquei com cada uma das razões, e literalmente: minha vida resumida em "ler, pensar sobre histórias novas, escrever". Morri de rir com o UNI DUNI TÊ QUE PERSONAGEM DEVE MORRER? ahduahdusahdusahdsua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho uma lista de personagens que devem morrer, hehehe, pois é..

      Excluir