Diário Artístico: Métodos procrastinatórios

by - 22:41

Olááááá!! Oi internet! Eu sei que faz 12 dias desde o último post e eu não posso chegar aqui como se nada tivesse acontecido, mas eu juro que mil tretas aconteceram e que não foi apenas minha procrastinação e cara de pau que fizeram com que eu demorasse tanto para postar. Era para ter existido um post na última sexta (20), sobre meu livro preferido (Carmilla) já que foi o dia em que fez dois anos que eu o li pela primeira vez. Só que justo nesse dia a internet aqui em casa passou por problemas sérios e eu passei o dia sem WiFi. Depois disso, eu desanimei totalmente em relação a continuar o post sobre Carmilla, já que a data comemorativa havia passado. Eu queria ter postado ontem, mas eu estava lindamente bloqueada e frustrada. Hoje eu jurei que terminaria o post, mas fiquei procrastinando e quando olhei o post, desanimei outra vez. Só que como eu tinha este post sobre procrastinação on hold, justamente para postar depois do post sobre Carmilla, eu pensei porque não postar agora? Eu planejo postar o de Carmilla depois, talvez esse fim de semana, mas por enquanto vamos escrever sobre o que eu tenho ideias.
Agora esse é um marcador que não é usado há algum tempo. Desde julho do ano passado para ser mais exata, quando eu contei sobre o Camp NaNoWriMo (aliás, tem edição do Camp agora em abril, escritores profissionais e amadores com tempo livre no mês que vem podem acessar o site oficial e descobrir sobre). O Diário Artístico é basicamente eu falando o que tenho feito ultimamente em relação a minha arte (o que, acho que todo mundo já percebeu, é a forma como eu me refiro as baboseiras que eu escrevo). Pois é, existem vários marcadores neste blog sobre escrever. Eu escrevo mais sobre escrever do que realmente escrevo.
DE QUALQUER FORMA, hoje eu vou falar sobre algo que eu fiz hoje, fiz ontem e com certeza farei amanhã: procrastinar. Procrastinar é a parte mais importante do meu processo de escrita. Aliás, não só de escrita. Eu procrastino para tudo. Tipo, literalmente tudo - até para comer e dormir. Até para procrastinar eu procrastino. Eu estou convencida de que eu preciso de pelo menos 2 horas de procrastinação para conseguir fazer qualquer coisa. E eu sei que isso é um hábito ruim e que eu não deveria ter vergonha de fazer isso, mas eu não consigo evitar. É apenas o meu jeito, é natural, é o que eu faço. E eu não consigo acreditar que existam seres vivos nesse universo que não procrastinem. Então se você, pessoa do outro lado da tela, não procrastina, por favor, apareça nos comentários para que nós possamos decidir que tipo de criatura sobrenatural você é.

Você não está mentindo para mim, está mentindo para si mesmo.
Como uma pessoa que passa 75% da vida procrastinando, eu não só percebi um método na minha procrastinação, como também criei um método para a minha procrastinação (abrindo parênteses para falar do meu blog de Metodologia Científica, trabalhinho que meu professor passou e que não é atualizado há um tempo PORQUE MEU PROFESSOR DESAPARECEU DA FACE DA TERRA, mas eu ainda vou ter que atualizar em algum momento porque ainda é um trabalho de faculdade e tals, então vocês podem ir ler o Há método em meu caos e deixar comentários também porque isso me dará créditos para com o professor se um dia ele aparecer para dar aula outra vez). Quer dizer, as melhores coisas que eu já fiz e ou descobri na minha vida foram feitas enquanto eu estava procrastinando. O que eu estava fazendo quando descobri MisterWives? Procrastinando. O que eu estava fazendo quando escrevi o capítulo um de As Crônicas de Kat? Procrastinando. Porque eu resolvi escrever esse post? Porque ele é uma forma de procrastinação para que eu não tenha que escrever o outro.
Eu também deixo determinadas coisas para fazer quando eu tiver que procrastinar. Exemplo: eu comprei um notebook novo há quase 3 semanas e ainda não arrumei minhas fotos aqui porque estou esperando ter alguma coisa importante para fazer tipo estudar para uma prova ou terminar de revisar o manuscrito do meu livro para sentir vontade de organizar minhas fotos. Meu guarda-roupa está esperando até sábado para ser arrumado porque eu tenho prova de filosofia na segunda e sábado é o dia em que eu "começarei a estudar". Semana passada eu precisava ler dois textos de 20 páginas para a aula de redação e tudo que eu tenho a dizer sobre é que minha mesinha de trabalho está em perfeita ordem. Vocês entendem como minha mente funciona agora?
O padrão está bem claro, agora vamos aos métodos. Existem, além dessa mania de arrumação, determinadas coisas que eu sempre faço quando estou procrastinando. Essas coisas eu chamo de meus métodos procrastinatórios porque são algo que eu sempre poderei fazer porque a forma como eu procrastino com elas são infindáveis e sempre estarão lá para mim, metodicamente quando eu precisar procrastinar só por procrastinar. Ficará claro enquanto eu for falando.

Eu postei isso há alguns dias no Facebook e é a mais pura verdade porque eu nunca tenho tempo para fazer nada já que estou sempre com tarefas acumuladas por estar procrastinando. Porém, por ter muitas tarefas, eu procrastino muito e é nesses momentos em que eu leio aquele texto que você, lindo amigo, pediu que eu lesse.
O método Obsessões
Meu primeiro post sobre obsessões se chama "Obsessões" ou "As diferentes formas que eu encontro para procrastinar, surtar e sofrer". E eu já disse que quando encontrei Misterwives, o tema do meu segundo post sobre obsessões, eu estava procrastinando então é bem óbvio como eu uso obsessões para procrastinar. Se eu ficar obcecada por alguma coisa eu vou usar pesquisar, surtar e sofrer sobre essa coisa como forma de procrastinação. É simples assim.

O método YouTube
Toda vez que eu entro no YouTube eu entro em um buraco negro. Porque não dá pra entrar naquele site para assistir só um vídeo. Não quando existem "Vídeos relacionados", "Vídeos sugeridos" e "Assista outra vez", TRÊS FERRAMENTAS DO MALIGNO para te fazer nunca mais sair desse site do capeta. Porque hey, o YouTube sugeriu que você assistisse novamente aquele vídeo que você a-do-ra daquele show do seu ídolo, e nos vídeos relacionados desse você encontrou um vídeo de outro show que você ainda não tinha visto, o que levou a sugestão de um clipe de uma banda que você ainda não conhecia e quando você percebe está no YouTube HÁ 4 MALDITAS HORAS. E a mesma coisa acontece com canais de vlogers. Porque o YouTube vive me sugerindo canais aleatórios que eu começo a ver e não paro mais. Eu tenho uma mania horrível de achar um vloger, assistir tantos vídeos dele que ele começa a perder a graça e mudar para outro vloger que o YouTube achou que eu ia gostar porque eu gosto dos vídeos do vloger anterior. E eu levo as sugestões do YouTube MUITO a sério.
Justamente por isso que eu tenho o YouTube como um método de procrastinação. Ele sempre está lá pra mim quando eu quero passar as 6 próximas horas fazendo qualquer coisa menos o que eu deveria estar fazendo. Eu passei a tarde de hoje inteira entre vídeos do show de Misterwives em Dallas e o vlog da IISuperwomanII porque é assim que se procrastina com talento.

O método Instagram
O método Instagram só existe por causa de uma outra mania minha que todo mundo conhece e 90% das pessoas acha estranho: stalkear. Eu poderia dar aulas sobre a arte de stalkear. E ao contrário do que muitos acreditam, o Instagram é uma das melhores redes sociais para descobrir fatos aleatórios sobre as pessoas. Além disso, stalkear no Instagram é viciante pra caramba por causa daquela leve sensação de perigo tipo "AI-MEU-DEUS-CUIDADO-PRA-NÃO-CURTIR-UMA-FOTO-DELE-DE-322-SEMANAS-ATRÁS". É emocionante.
No momento, eu sigo 479 pessoas no Instagram. Só 96 dessas pessoas são famosos. E eu sei coisas sobre o perfil de cada uma das pessoas que eu sigo. Se eu te sigo no Instagram eu tenho opiniões formadas sobre a vida que você anda vivendo. (Neste momento, várias pessoas me bloquearam no Instagram). E eu não tenho medo de admitir isso porque eu não me importo que uma pessoa resolva bancar o stalker comigo e fuce todas as minhas fotos. Na verdade, eu convido vocês a fazer isso: meu user é giuliasntana. E boa sorte, eu tenho 1575 fotos.
ANYWHO, meu vício (para não usar a palavra obsessão mais uma vez, já que ninguém aguenta mais me ouvir falar em obsessões) em stalkear garante que eu sempre tenha formas de procrastinar via Instagram. Se eu não quero fazer meu trabalho, talvez eu use o seu Instagram para isso. (E agora todo mundo fechou a aba de leitura e correu para checar as portas porque perceberam que a autora desse blog é pelo menos 50% psicopata).

O método Outras Redes Sociais
Eu estou usando apenas um tópico para me referir a todas as outras redes socias porque nelas eu faço exatamente a mesma coisa. Sabe quando você está no Facebook, Twitter ou Tumblr e fica simplesmente descendo seu Feed, Timeline ou Dashboard sem motivo nenhum? Quando aquilo é automático, mas vai tão longe que quando você vê simplesmente está vendo coisas de dezembro de 2013? Eu costumava a sempre ver a dash do Tumblr inteira, consumia os posts do meu feed do Facebook (isso antes das eleições de 2014, naturalmente) e olhava minha timeline até o computador travar. Agora eu não procrastino tão intensamente nisso, mas ainda faço, abrindo os apps do celular mesmo sem ter notificações, ou um bom motivo. Eu apenas pego meu celular, abro o Tumblr e lá se vai meia hora de suposta produtividade. O mesmo para o Twitter. Nem tanto para o Facebook porque ninguém em sã consciência fuça o Feed do Facebook hoje em dia, já que é completamente insuportável.

O método "conversar cozamigo"
Fato interessante sobre mim: eu não gosto de falar com mais de uma pessoa na internet ao mesmo tempo. Eu tenho problemas de concentração e falta de vontade de socializar. Eu posso passar 2 dias em uma mesma conversa com uma mesma pessoa via WhatsApp, mas se outra pessoa puxar papo eu vou ignorar as duas até uma das duas ficar offline ou então vou dar uma resposta que não faça muito sentido para as duas, porque eu não consigo prestar atenção em duas conversas ao mesmo tempo. Claro que isso não é válido se eu estiver procrastinando. Se eu estiver procrastinando é capaz de eu simplesmente chamar todos os meus contatos (eu só tenho 42 e já acho muito) e ainda falar em todos os grupos. Porque eu tenho coisas para fazer e não quero fazê-las então eu passarei tempo com vocês, meus amigos.
A coisa é tão feia que euzinha, que quando se trata de sair de casa sou basicamente um vampiro, nunca negarei uma saída se eu estiver procrastinando. Se eu tiver uma prova para estudar, ou um post para escrever e uma pessoa que eu não gosto me mandar uma mensagem tipo "Ei, vamos sair para comprar peixe" minha resposta provavelmente será não, porque eu não estou tão desesperada assim e eu tenho todos esses outros métodos procrastinatórios justamente para que eu não precise sair de casa para comprar peixe com alguém que eu não goste. Mas se uma amiga minha me chamar para comprar material escolar com ela e eu estiver procrastinando, pode ter certeza de que eu vou. Quer dizer, eu literalmente fiz isso mês passado.

O método brainstorming
Quando vocês acham que minhas melhores ideias vêm? Quando eu estou procrastinando (e quando eu estou tomando banho, mas isso não é relevante). E elas não vem em de uma em uma, elas vêm em milhares, por isso eu usei o termo brainstorming. E mesmo que ideias não sejam propositais, essa coisa do brainstorming acaba virando proposital porque eu estou tentando ter ideias para o trabalho que preciso fazer e acabo tendo ideias para todas as outras coisas, então eu incentivo essas ideias, anoto todas e é justamente por isso que eu já sei sobre o que serão os livros que eu escreverei no NaNoWriMo de 2015, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2020, mas eu não faço a mínima ideia do que farei com o maldito artigo que preciso escrever para a aula de história cuja entrega é 12 de maio. Pois é!

Esses são meus métodos básicos de procrastinação e eu sei que muitos de vocês também tem seu próprio método e eu quero saber quais são porque nunca haverão formas demais para eu procrastinar. Amém? Amém, sistaaaaaahs.
G.

P.S.: Se você ainda tem algum respeito por mim após esse post, você provavelmente é como eu. Então *ABRAÇO COLETIVO*.

You May Also Like

6 comentários

  1. Olá, Giulia!
    Por incrível que pareça eu estava procrastinando quando vi que tinha um post novo, eu deveria estar estudando Física porém o seu post parecia (e é) mais interessante. Eu sou uma legítima procrastinadora, estou tentando parar com isso, mas é difícil. Eu enrolo para fazer TUDO, e me identifiquei muito com o "O método YouTube", me identifiquei um pouco com todos (exceto o do instagram porque eu não uso, mas posso dizer que sou stalker (muito stalker) em outras redes sociais). Mas voltando ao método YouTube, eu passo horas no youtube, eu assisto 845743 videos de um mesmo vlog, vejo clipes, assisto videos lyrics.
    Eu vi o seu post na página do facebook e você citou a saída do Zayn da One Direction, e eu sou directioner e estou acabada, é muito ruim essa sensação.
    Voltando ao assunto do post, eu me identifiquei muito, e sempre que eu tenho vontade de fazer alguma das coisas que eu deixei pra depois eu não posso.
    Eu adorei o post, eu me identifiquei tanto e eu gostaria que minha mãe soubesse que não sou a única procrastinadora existente.
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dany,
      É bom saber que este blog ajuda colegas procrastinadores a não fazer o que deveriam estar fazendo. Eu amo ajudar nisso
      E que bom saber que não sou só eu que fico louca desse jeito no YouTube. Eu realmente acho que aquele site foi feito para manter a gente preso ali por algumas horas. O plano original do Google era um site para manter adolescentes distraídos, tenho quase certeza.
      Eu nem imagino como você deve estar se sentindo sobre a saída do Zayn. Ser fã envolve todos esses sentimentos a respeito de pessoas e da arte que elas fazem e quando acontece algo desse tamanho desestabiliza todo mundo tão completamente </3 Minha irmã é directioner e passou o dia recebendo mensagens de pessoas querendo saber como ela estava. Eu espero que tenha sido assim com você também e que todo mundo esteja entendendo o que você está passando e te apoiando muito. Se precisar de qualquer coisa, estou sempre disponível.
      Obrigada pelo carinho, seus comentários são algo que eu sempre posso contar quando tem post e eu adoro isso,
      Beijo.

      Excluir
  2. Giiiiiiiiiiuuuuuuuuuuulllllllllllllliiiiiiiiiiaaaaaaaaaa!
    OMG, eu sei que eu desapareci! -essa é oficialmente a frase que eu mais uso nas redes sociais- Mas é que eu passei 2 meses sem net, e só voltei a ter essa maravilha esse mês de março.
    Mas adivinha? Eu fico com preguiça de comentar. Então não se preocupe, eu leio tudo que você posta. E te stalkeio também!
    Quando estou lendo seu blog na frente das minhas amigas elas perguntam como você consegue escrever tanto e como eu consigo ler tanto! huashuashua
    Anyways, só pra constar, toda vez que eu procrastino e alguém reclama eu digo que é tudo culpa sua! E sobre o youtube: passo 24hrs nele. Minha vida se torna inexistente, e eu só tenho olhos para ele <3 love tu bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LÍVYAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA,
      Sim, você desapareceu, mas estou levando sua promessa de que voltará a aparecer a sério.
      A preguiça de comentar é bem compreensível, na verdade, porque eu tenho isso de uma forma bem grave. Avise as suas amigas que eu também não sei como eu escrevo tanto, mas e acho que está ligada a forma como eu sempre falo demais, sabe? E como você lê tanto também é uma história para mim.
      Culpa minha por causa do blog? Eitaaaaaaaaaaaaaa, hehehe. E é bom saber que estou certa sobre o YouTube, aquela máquina mortífera.
      Love tu também, beijos <3

      Excluir
  3. Ah, e assim... há alguma previsão... novidade... assim... de MUV? ~^-^~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais ou menos. Eu voltei a trabalhar nele agora que estou com notebook novo e planejo estar como ele pronto para a correção ortográfica no dia 27/04. Só não posso dar certeza de que vou conseguir.

      Excluir