Aqui jaz o primeiro período

by - 15:54

Se você está lendo isso, 2015.1 (meu primeiro semestre em Comunicação Social com habilitaçao em jornalismo) FINALMENTE acabou. Na verdade, acabou ontem, mas eu estava esperando algumas notas serem liberadas no portal para ter certeza de que estou livre desse semestre infinito (ainda não foram, mas provavelmente não serão tão cedo). Graças a ter ficado 3 meses e 13 dias sem aulas, essas acabara sendo as 15 semanas mais longas de toda a minha vida. Uma lágrima de felicidade escorreu dos meus olhos ontem quando eu finalmente tirei o último post-it sobre a faculdade do meu quadro. Nem consegui ainda processar o fato de que eu não preciso surtar com uma quantidade absurda de trabalhos sobre minhas costas e nem me sentir culpada por adiar todos eles até muito tarde. Sério, foi só um semestre, mas eu já me graduei em "ficar pronta em 10 minutos porque tive que pegar o tempo que uso me arrumando para terminar trabalho" e em "ler apostila no ônibus". Mas a gente vai falar mais sobre isso lá na frente.
Considerando que eu passei 7 meses e 16 dias no mesmo semestre (sim, eu contei isso tudo. Eu sou esse tipo de pessoa), eu tive muito tempo para perceber quem eu sou enquanto estudante e o que eu quero da vida. Eu realmente me senti mais livre para poder produzir e aprender do que eu me sentia no ensino médio, apesar de não ter aproveitado isso tanto quanto deveria. Acho que enquanto poder pensar por mim mesma e demonstrar minhas próprias opiniões é bom, também exige um certo esforço que eu não fui obrigada a fazer em 12 anos na escola, então ainda estou aprendendo a fazer essa coisa toda corretamente. (E minhas opiniões sobre professores de Humanas meio que foram comprovadas: eles realmente querem que você pense, mas para alguns deles - foca no alguns - pensar diferente deles é completamente errado). Além disso, com matérias de Exatas e Biológicas fora da jogada, eu tive que redirecionar minha raiva, falta de concentração e cansaço para matérias da minha própria área, e como resultado esta sou eu em disciplinas teóricas:

Meu rosto é uma interrogação gigante e eu nunca sei o que está acontecendo. Se bem que eu também sou assim na vida como um todo.
Sério, eu não faço ideia de como eu fui aprovada em Comunicação e Filosofia e em História da Comunicação. Mas ao mesmo tempo, eu estou frustrada por não ter ido melhor porque eu sei que eu poderia ir melhor. Eu me dei conta de que eu não tenho o mínimo de autocontrole ou de concentração. Esta parte do post, inclusive foi escrita na noite do domingo (4), enquanto eu evitava com todas as forças fazer os trabalhos que eu precisava fazer. De alguma forma, eu desenvolvi a habilidade de abrir tudo que eu precisava para fazer um trabalho, passar o dia inteiro com o computador ligado encarando o que eu precisava fazer e ainda assim não fazer absolutamente nada. Eu me odeio por alguns resultados medíocres, mas ao mesmo tempo eu nem sei o que acontece ou como eu consigo ser assim tão improdutiva. No fim eu sempre consigo fazer tudo e recebo de volta resultados surpreendentes (eu não achava que fosse conseguir 9s e 10s nesse semestre, mas aconteceu), mas passo tanto tempo não fazendo o que deveria fazer que eu sinto vontade de me esganar. Eu tenho tentado procurar formas de ser mais produtiva e disciplinada, como ficar na faculdade até terminar tudo, ou desligar todas as notificações do celular, mas até agora não consegui alcançar os resultados desejáveis. E eu odeio todo mundo que conseguiu fazer tudo direitinho esse semestre. Seus ETs.
Apesar de ter tido uma pausa graças a greve, o estresse não diminuiu nesse período já que eu não fazia a mínima ideia de quando as aulas iam voltar e de como eu ficaria com todos os trabalhos que ficaram suspensos nesse período. E essa história de "Ah, mas você teve esses três meses para fazer os trabalhos" é completamente ridícula. Ninguém estuda durante greves e nem faz sentido fazer isso já que quando as aulas voltarem, as chances de perder as férias são grandes. O estresse continuou depois que as aulas voltaram, naturalmente. Alguns dias foram tão cansativos psicologicamente que eu pensei parar para pensar porque eu quis fazer faculdade pra começo de história. Por exemplo, eu tive várias apresentações de trabalhos bem ruins, o que me fez lembrar que um dos maiores motivos para eu ter resolvido que realmente precisava fazer faculdade era a questão da oratória. Sou o tipo de pessoa que só lembra o que tinha pra falar depois do trabalho apresentado, o que só pode ser resolvido quando eu começar a ser mais organizada, o que desencadeia vários outros probleminhas (ler parágrafo acima). Outra razão para eu ter entrado na faculdade é a profissão em si, que eu acabei descobrindo amar mais do que eu pensava (e olha que eu quero fazer jornalismo desde antes de entrar na adolescência). Então basicamente se o gif acima sou eu em disciplinas teóricas, esta sou eu em disciplinas práticas:



Beleza, eu só tive uma disciplina prática esse semestre (Eu não conto Português Instrumental, apesar de dizerem que é prática. E não me deixem começar a falar sobre Metodologia Científica - que aliás, eu desisti e terei que cursar outra vez, porque meu professor dava aula de tudo menos de metodologia e eu ia acabar ficando com uma leve deficiência no aprendizado de qualquer forma), mas foi a melhor disciplina da história. Redação Jornalistica, com seus momentos cansativos e trabalhosos me fez realmente me sentir cursando jornalismo. Era o tipo de matéria que se tivesse três vezes mais trabalho eu não me importaria (tanto assim). Nela a gente aprendeu um pouco sobre cada área do jornalismo e eu realmente fiquei animada para as disciplinas que seguem ela. Até acho que se não fosse por ela, eu não teria aguentado esse semestre inteiro.
O segundo período começa dia 3 de novembro - o que me dá 25 dias de recesso, graças a Deus - e só termina dia 29 de abril de 2016, ou seja, aí vem outro semestre infinito. Eu ia falar sobre as disciplinas que eu vou pegar no 2º semestre agora, mas prefiro deixar isso para o post sobre o começo dele, já que eu ainda nem tenho certeza absoluta de que vou pegar o que acho que vou pegar e não vou ter certeza até confirmar a matrícula. O que eu posso adiantar é que não vou pegar a optativa que eu queria e espero que a optativa que eu meio que fui forçada a pegar seja tudo que eu estou esperando dela.
Obrigada por me aguentarem durante todo esse semestre e eu realmente espero que tenha falado sobre tudo que vocês queriam saber sobre a faculdade. Me avisem se tiver faltado alguma coisa.
G.

You May Also Like

4 comentários


  1. Sobre opitativas: São obrigativas. :( Você nunca pega a que você quer. Apesar de ter amado Estudos da Recepção.

    Sobre prática: No 2ª semestre provavelmente você irá amar Gêneros Jornalístico... e a professora <3 ELK amor demais.

    Sobre as disciplinas do 1ª Semestre: AHISAUSH até hoje não temos nota de Sociologia. Sei como é isso de procrastinar trabalhos. Queria ter tido Redação como vcs tiveram. Não foi ruim apra gente, mas poderia ter sido bem melhor.

    Stay strong, caloura. rs

    #Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee,
      Eu senti isso mesmo sobre as optativas, porque a gente teve duas opções que não davam choque de horário. Eu fiquei tão triste :(
      É Gêneros mesmo que tá me deixando ansiosa, porque parece ser uma disciplina incrível. E sobre a nota de Sociologia, eu já imaginava. Esses professores desorganizados que dão sorte de não ser de uma matéria que é pré-requisito bagunçam tudo mesmo.
      Pode deixar e stay stong também, veterana porque ainda tem caminho a ser andado <3

      Excluir
  2. oi g!
    estou tão feliz de você estar gostando e espero que a cada semestre crie mais certeza e paixão sobre essa profissão, porque amar aquilo que faz é o principal. acho que mesmo na faculdade, com as matérias focada na carreira escolhida, também sempre vai ter as matérias insuportáveis que você vai pensar: por que preciso disso?! eu penso isso toda semana.
    eu também tenho uma disciplina de metodologia científica e o pior: meu professor é espanhol e não fala português at all! não sei como vou sobreviver a essa matéria... as matérias práticas são a razão para eu continuar a fazer o meu curso, com certeza.
    aproveite bastante esse recesso para estar bem preparada para o próximo semestre. não sei se você é como eu, mas eu reclamo da faculdade, do tempo, da pressão, mas quando eu fico muito tempo longe, eu sinto falta porque é algo em que sinto prazer em estudar e conhecer mais sobre as técnicas e a área em si.

    enfim, bom recesso!
    beijos, tatii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee,
      Eu desejo a mesma coisa a você, de verdade. Matérias terríveis sempre surgem na vida e professores péssimos também, o que é triste.
      E SÉRIO? Meu professor era canadense! O Brasil tá importando professores de metodologia?? (Eu disse era porque ele ta saindo, então quando eu tiver que pegar de novo, será com outro).
      Eu só quero dormir esse recesso, a ponto de não sentir falta de sono durante o 2º semestre (Não que vá dar certo, mas tentar não mata). Eu também sinto muita falta da faculdade, é estranho. A faculdade tem um clima que faz a gente sentir falta, sendo cansativa ou não.
      Muito obrigada!
      Beijos

      Excluir