Diário Artístico: Não sei, só sei que foi assim

by - 13:54

Comecemos o post com a frase que eu tenho repetido muito para mim mesma nas últimas quase 24 horas porque ainda não aceitei nem absorvi a situação completamente: EU ESCREVI UM LIVRO INTEIRO DE 88 MIL PALAVRAS EM 30 DIAS. O QUEEEeeeEEEE? Aquele projeto que era inicialmente uma frase anotada no meu caderno roxo de ideias agora é um manuscrito inteiro com 144 páginas de um monte e altos e baixos e muita dor e sofrimento envolvidos. O QUEEEeeeEEEE? Aquela vozinha irritante de narradora na minha cabeça agora é uma personagem completamente formada, com história de vida, vontades e diálogos. O QUEEEeeeEEEE? Ok, parei. Eu só estou muito chocada por tudo em novembro ter dado tão certo. E por A Linha de Rumo existir de verdade agora e não só na minha cabeça.
De alguma forma, a história que deveria ser sobre duas melhores amigas e sobre se descobrir aos 17 anos acabou envolvendo vários aspectos da vida real que eu não estava esperando. Leigh foi de apenas uma garota com uma melhor amiga e vivia em uma família em guerra para uma escritora com dificuldades em lidar com os próprios problemas e com os problemas dos outros. Enquanto isso Marlena foi do mesmo lugar que Leigh para a pessoa com a vida amorosa mais bem resolvida do mundo, com a habilidade de ser bem sucedida em qualquer coisa que fizesse. Eu me apaixonei tanto por essas personagens e pelas histórias que elas tinham para contar - e eu também as odiei muito por as amar tanto. Foi maravilhoso ver isso acontecer diante dos meus olhos, às vezes como se eu nem tivesse controle do que estava acontecendo. E meu coração está tão, tão partido por ter que deixar essas personagens de lado, mesmo que seja só por um tempo.
Esse post teoricamente é um diário e eu até poderia fazer como fiz nos outros e falar sobre cada dia, mas na verdade a quarta semana foi bem parecida com a segunda: eu tive crises de pânico e dias em que eu não escrevi quase nada, mas no final eu consegui me virar e alcancei a meta de terminar o livro em 30 dias. Minha contagem total de palavras ficou 88088 no Word e 88,255 no site do NaNo, porque para vencer você precisa passar pelo contador deles e o contador do NaNoWriMo funciona um pouco diferente do contador do Word. Eu estabeleci que a contagem que eu queria era de 88 mil palavras anteontem, porque 8 é o número da sorte das meninas (que nasceram em 08/08/98) e o meu também (E do Etienne Bowler também, mas não vamos colocar MisterWives no meio dessa história).
Então, ao invés de simplesmente narrar como foi minha semana e considerando que eu ainda estou em negação sobre esse fim e sobre dizer até logo às minhas personagens, eu vou pedir licença à tatii por meio que pegar a ideia dela e apresentar minhas personagens mais importantes.

Nos dois sentidos de "my books"
Eu acabei trabalhando com 6 personagens que foram indispensáveis para a história: as duas principais, Iris, Lucy, Delilah e Dr. Anna Maria. (Além dos quatro pais das duas, que são quase uma história à parte). Iris é uma amiga de escola das meninas que está um ano à frente e que se intitula assessora e assistente de Leigh pelo tempo que ela precisar. Iris é uma das personagens mais confusas, porque ela tem uma mente extremamente lógica, mas é viciada em horóscopo - o que significa que ela tem toda essa teoria científica que prova que a posição dos astros realmente influencia na personalidade da pessoa. Ela também tem um alterego que ela chama de "Sherlock Chanstain" que acaba solucionando muitas tretas na história. Ela foi adotada quanto tinha 3 meses por Charlie e Sam Chanstain os dois pais mais compreensivos do mundo e tem uma irmã mais nova chamada Helena. Lucy é filha da irmã dos pais de Marlena e Leigh, ou seja, uma prima. Ela é dois anos mais velha que as meninas e como ela mesma cresceu em um ambiente tóxico no próprio núcleo familiar, ela acabou meio que criando Marlena e Leigh no aspecto emocional da coisa. Ela estuda psicologia a algumas horas da cidade da família, mas tira uma semana de folga e consegue passar um tempo na cidade ajudando qualquer membro da família que precise, mesmo que ela mesma esteja triste e com medo por causa do acidente. Acho que Lucy tem uma das minhas personalidades preferidas porque ela usa cuidar dos outros para não se preocupar consigo mesma. Marlena também tem um pouco disso, mas ela é mais do tipo "tenta focar em qualquer outra coisa" quando está triste. Delilah é a irmã de 8 anos de Marlena e absolutamente a única pessoa na família Reech disposta a dizer a verdade a respeito de qualquer coisa, o que pode ou não ser bom para a família no fim das contas. Ela não deveria saber sobre tudo que está acontecendo no hospital, mas ela acaba descobrindo por si só e resolve soltar umas bombas nas cabeças das pessoas. Finalmente, Dra. Anna Maria é a médica traumatologista de Marlena e a única pessoa que consegue entender perfeitamente o laço que Leigh e Marlena possuem. Elas são todas os amores da minha vida que eu quero proteger de qualquer coisa ruim, mesmo que às vezes não consiga. Eu ia postar um trechinho do livro aqui para provar a preciosidade dos meus bebês, mas o Office deu um bug que só é resolvido se eu reiniciar meu computador e eu não quero fazer isso agora, então eu fico devendo??? Natal tá chegando.

Falando em Natal, vou deixar essa sugestão gráfica aqui.
Para finalizar o post e dizer adeus definitivo ao NaNoWriMo (O QUE? COMO ASSIM? NOVEMBRO COMEÇOU ONTEM!!!), eu preciso naturalmente agradecer a cada pessoa que me ajudou nesse mês inteiro, porque esse mês foi repleto de um apoio que eu não esperava de um monte de gente que estava passando pelos mesmos perrengues que eu. Esse parágrafo quase todo é pra essas pessoas e pode ficar bem pessoal, então os não interessados podem pulá-lo se quiserem. A começar por dona tatii (eu sempre escrevo o apelido dela com letra minúscula, mas é porque ela disse em algum momento que não gosta de letra maiúscula, só é obrigada a usar e eu fiquei com isso na cabeça, então me deem licença) que escreveu o livro mais esperado do NaNoWriMo: Eu fiquei tão feliz por você ter terminado outro livro e ainda ter escrito mais 26 mil palavras, que assim, a gente vai ter que ler, dentro ou fora do livro, porque é uma questão de necessidade ler o pov da Kaia. Você tem sido tipo uma das minhas maior apoiadoras (essa palavra existe?) nesses últimos dois anos, com seus textões nos comentários que eu amo muito ler e nossas conversas sobre um monte de aspectos da vida. Você é maravilhosa, sério, não esquece disso. Tem também a Gih que me achou no Twitter e que basicamente trouxe as outras meninas: Você é incrível, de verdade. Você realmente venceu o NaNoWriMo no meio do mês, não subestime a importância disso. E ainda vai voltar agora em dezembro! Eu não estava brincando com o que falei depois de ler Jardins, é uma história maravilhosa e promissora, mas eu realmente acho que você precisa escrever o que você sente que deve no momento. Uma vez eu vi a Melissa de la Cruz dizendo que ela geralmente escreve pelo menos dois livros ao mesmo tempo porque sempre que ela se sente bloqueada ou insegura sobre um, ela muda para o outro e assim nunca parece trabalho. Então, não, não se sinta culpada por abandonar um projeto e ir para outro e repetir o loop 50 vezes. Você escreve o que precisa escrever no momento. E você é uma boa escritora, mulher, olha aquele primeiro capítulo de Jardins!! Tem também Laís, que se as propagandas estão certas ainda vai destruir minha vida com algo que escreveu (seja OMAM, CQ ou com qualquer outra história): se um dia eu te vir falando que o dia em que você completar alguma coisa o mundo acaba eu vou atrás de você em Gravataí. Ninguém mandou escrever 20 mil palavras em um dia, agora eu realmente acredito que você pode fazer qualquer coisa e vou te ver como heroína pra sempre. Isadora, minha futura agente: Eu fiquei bem animada com Hibridos e com seus personagens e espero que esse NaNo em dezembro seja maravilhoso. Precisando de apoio, estaremos lá o mês inteiro, tenha certeza. Annie, meu amorzinho que fez o NaNo pela primeira vez e venceu, mesmo estando escrevendo o TCC do curso junto: SUA LOCA, EU QUERO O LIVRO NA MINHA MESA ASSIM QUE POSSÍVEL. Sério, eu li dois trechos e já achei uma das melhores coisas que você escreveu, meu bem, olha só pra aquilo. Te amo, mas termina o livro. Obrigada. Tem também Juliana, Dani e Helena, com quem eu não falei tanto assim, mas me ajudaram muito me parabenizando e incentivando pacas: Ju (olha eu fazendo a íntima), eu ainda tenho que dar uma olhada no seu blog e no que você escreveu porque eu te vejo falando e não fiz isso ainda (Eu sou a louca que vê tudo na timeline). Dani, eu fiquei bem feliz por você ter vencido e seus comentários sobre o que você está escrevendo me deixaram bem animada para saber mais sobre. Quero detalhes. E Helena, você não escreveu em novembro, mas ainda assim ajudou pacas não só a mim como a um monte de gente. Você é demais, sério. Ah, Yara também. Eu nem vi como você terminou, mas sei que você foi muito bem. E também espero saber mais da sua história. Todas vocês foram importantes demais esse mês, ajudando, incentivando, falando sobre a história. Eu não esperava conhecer e falar com tanta gente esse mês e ter tanto apoio em relação a ALdR, mas vocês estavam lá e foram completamente incríveis. Agora é sempre né? Todo livro, cada projeto novo, cada ideia maluca. Vocês vão ter que me aguentar e podem contar comigo para apoiar em tudo.
Eu não vou esquecer de falar da galera da faculdade também, que não participaram do desafio porque eu estudo com gente normal (não, mentira, vocês são piores que eu): Caren Babi que tavam lá me ameaçando e me chamando de louca quando eu batia as metas malucas. "Só trabalha" é o novo bordão de Caren, porque sim. Tem Vic também que tava sempre perguntando das metas e já prometeu me ajudar na divulgação e se precisar na revisão. Promessa é dívida e eu cobro tá? Teve mais gente que estava sempre perguntando da contagem de palavras e vocês são demais. E a galera que já lê o que eu escrevo e me acompanha há um tempão, que talvez tenha ficado bem cansada de me aguentar surtando com esse desafio. Agora acabou. E se vocês me dão licença, eu vou ali no canto chorar em posição fetal.
G.

P.S.: Um leitor mais antigo do blog pode perguntar onde está o especial de férias do blog, que a essa altura já tinha começado nos últimos anos. Elementarmente, o Diário de Bordo 5 começa assim que eu entrar em recesso da faculdade, ou seja, dia 23 de dezembro (HEEEELP MEEEEEEEE). Eu só ainda não tenho certeza de qual nome ele terá.

You May Also Like

12 comentários

  1. oi g!
    mulher, você a rainha desse nanowrimo e vou continuar a dizer isso pro resto da vida porque é verdade não adianta dizer o contrário. você é a única pessoa que termina 50k palavras na metade do projeto e ainda continua e fecha o mês com 88k! VOCÊ É LOUCA mas eu amo gente louca, então tá tudo certo.
    a sua história é maravilhosa. Na primeira vez que você falou sobre ela eu senti a necessidade de ter esse livro nas minhas mãos - e eu sinto bem com essa vontade pq eu to tentando recompensá-la pela minha falha em 'as crônicas de kat' (que eu ainda vou ler, um dia). Eu sinto que eu vou amar a Marlena e a Leigh, elas parecem ser a combinação perfeita para as minhas necessidades como leitora. Eu só preciso desse livro tipo para hoje - você sabe meu email...
    TO CHORANDO MEUDEUS GIULIA NÃO FAZ ISSO COM A PESSOA AQUI
    eu amei saber que você gostou mesmo de 'kaia & valentina', sério, você foi a pessoa que eu conheci através da escrita e sinto que com você eu consigo falar abertamente sobre isso, porque nem todo mundo sabe que eu escrevo; e isso deu a oportunidade de falar sobre outras coisas além da escrita e sou eternamente grata por tudo isso. eu vou ter uma conversa com a valentina em janeiro e fazer ela tirar umas férias pra eu poder falar com a kaia e fazer pelo menos um conto com ela, prometo! você também me apoia muito e eu fico muito feliz da gente ter se conhecido - por você ter me seguido no twitter, na verdade, e ter começado a falar comigo até eu te seguir -, porque você é a pessoa mais extraordinária do mundo! eu não gosto muito de pessoas, mas você é a extrema exceção na minha vida.
    parabéns pelo livro e obrigada por me deixar entrar em um pedacinho da sua vida - agora aguenta porque não vou te largar nunca!

    beijos, tatii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOOi,
      A parte que eu posso concordar sem soar metida no primeiro parágrafo é o fato de eu ser louca mesmo. Mas eu já to até me sentindo um pouco rainha, pela aclamação do povo ahauahaha
      Eu também preciso de K&V e você confirmou hoje que sabe meu e-mail também......... Eu acabei amando meu livro mais do que esperava e até entendo todo mundo falando sobre querer ler, porque eu não queria ter que desgrudar dele agora ou tão cedo.
      AAAh, isso é tão bom de ler. Você é uma das pessoas que me entende nessa coisa de escrever e as inseguranças e medos da vida. Eu fiquei animada com um conto da Kaia, virou necessidade agora. Eu fico tão feliz em saber que sou uma exceção em você não gostar de pessoas, porque você também é uma das minhas. Você é a única pessoa na minha vida agora que independente do momento eu não vou me importar se puxa assunto. Falar contigo geralmente é tão bom<3
      Obrigadaa e aaah eu não vou te largar nunca também não, você pode ter certeza.
      Beijooo

      Excluir
  2. Invocando meus poderes de hipster e trazendo um comentário muito utilizado no Orkut em meados de 2006: "O que dizer dessa Giulia que conheço poucos mas já considero pacas?" Não tenho palavras (talvez não tenha mesmo, o NaNo me roubou todas elas) para expressar o quanto eu sou grata em ter te conhecido nesse evento. Todo o apoio que eu recebi, as tuas dicas que eu tomei pra mim e me ajudaram de tantas formas que tu sequer imagina, a recomendação indireta de MisterWives que acabou virando parte da minha vida, da minha playlist, e etc. Eu com certeza não teria ido tão longe se não fosse por tudo isso e muito mais, e o orgulho que eu sinto de ti, da tua conquista, é algo absurdo e inexplicável. Foram 30 dias. 30 dias onde tu se manteve super acima da meta, focou-se em um objetivo e PROVOU que basta colocar uma coisa na tua cabeça, e perseguir ela, que a gente sempre acaba colhendo os frutos disso. Tu alcançou quase 150 páginas de uma história que antes mesmo de eu ler eu já sei que está maravilhosamente estruturada porque eu já tive contato com a tua escrita e eu sei o quanto tu (em português brasileiro) LACRA no que faz. Eu mal posso esperar para ter contato efetivo com a Leigh, com a Marlena, com todos os outros personagens. (Afinal, sou masoquista. Me prometeu sofrimento? Cheguei!) Novamente, muito, muito obrigada, eu enchi os olhos d'água com as tuas palavras, eu te acho uma guria extremamente talentosa, que vai ainda trilhar caminhos mais distantes e vai ser bem sucedida no que quiser fazer, porque tu põe um esforço que motiva as pessoas a serem melhores, a darem o melhor de si. Tu é o meu exemplo, Giulia. A minha heroína. Obrigada pela confiança em mim em expor uma coisa tão pessoal tua. Sou grata por isso todos os dias. E esse será, certamente, o primeiro de muitos surtos por 50,000 palavras + que teremos na vida. Um beijo enorme, e boa edição! E DESCANSO! Por que tu merece demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LAÍS!
      Superentendo o NaNo roubar suas palavras porque eu estou na mesma depois desses dias. O apoio foi só uma forma de retorno pelo apoio que eu recebi né? Sobre as dicas eu te considero corajosa por me ouvir e por ter dado tudo certo. E sobre a recomendação de MisterWives, puf, foi meu maior prazer. É sempre bom levar as pessoas para o lado negro, ou no caso de quem ouve MisterWives, para o lado colorido.
      Eu fico tão feliz por ter deixado você orgulhosa, sério. É difícil até ME deixar orgulhosa às vezes, ver que outras pessoas ficaram também é tão bom. E eu fico feliz que ACDK tenha te deixado com a impressão que eu lacro, porque né. Definitivamente posso te prometer sofrimento com ALdR, principalmente se eu conseguir fazer meus leitores sofrerem tanto quanto eu sofri.
      Obrigada por todos os desejos e eu fico mais uma vez muito feliz por você realmente pensar tudo isso de mim<3 E que venham todos os outros desafios e surtos porque isso é algo que a gente pode contar mesmo. Beijo! E descansa também, porque você também mereceu.

      Excluir
  3. Oiiii Giiiiu!!!

    Fiquei tão feliz por vc ter acabado ALDR, pq né... PRECISAMOS PELAMORDEDEUS QUE VC PUBLIQUE ALGO!!!!! Lembrando, também, que estou loooouca pra ler... *mesmo sabendo que vou chorar horrores* (vc sabe, esse livro n me dará medo e isso é ótimo). E sobre a promessa, pode cobrar! Estarei aqui sempre! Beijão e acho q vc já tem um presente de Natal, q vc mesma fez! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OooooOOOOi Vic,
      Você acha mesmo que é melhor chorar que sentir medo? A gente pensa diferente ahauhah Eu espero que ALdR seja tudo que você espera<3
      QUANTO A PUBLICAR ALGO: Vou dar uma olhada em MUV hoje pra ver se entro nesse universo outra vez.
      Beijo e sim! To começando a me sentir assim<3 Obrigada<3

      Excluir
  4. AAAAAAAAAHHHHHHHHHH

    OKAY. Acho que agora sou capaz de dizer algo coerente.

    AAAAAHAHAHHHHHHHHHH PARABÉNS MULHER TU NÃO SÓ ESCREVEU 88K EM TRINTA DIAS COMO TERMINOU UM LIVRO. INÍCIO MEIO E FIM. EM UM MÊS CARAMBA CARAMBA CARAMBA CARAMBA EU TO FLKHBVÇDIHASBDPBFPA POR TI E PELA LEIGH E OMGGGGGGGG. Foi foi incrível te acompanhar esse mês e ver tua disposição e força de vontade pra concluir ALdR; tu me mostra que é só ter vergonha na cara e focar nos objetivos que as coisas se tornam possíveis. E tô extremamente feliz por poder ter acompanhado tua vitória nesse nano — e já quero acompanhar todas as próximas. Vamos pro camp? Vamos, vamos, vamos, por favor nunca te pedi nada. hahahahah Quero muito ler esse livro desde a primeira vez que te vi falando dele, e tenho certeza de que vou amar a Leigh. Conhecer um pouco das outras personagens me faz ver que vou gostar delas também, e a Delilah parece o tipo de criança extremamente apertável. ♥♥ E tem todos aqueles teus tweets prometendo dor e: eu realmente funciono a base de dor, desgraça, sangue, acidentes de carro, então ALdR é um livro muito meu tipo. POR FAVOR TU JÁ TEM MEU E-MAIL!!!!

    E obrigada, Giulia. Obrigada, porque mesmo sem saber tu estava me inspirando: eu descobri teu blog procurando por textos motivacionais pra escrita e encontrei o post "60 razões para escrever" e compartilhei com as amigas no whatsapp, aí stalkeei muito o blog e então fui atrás da autora e a encontrei no twitter. E desde aí tu tem sido uma grande fonte de inspiração pra mim, seja batendo 50k palavras em 14 dias, um livro em 30, ou escrevendo os diários artísticos aqui no QaMdE. Tu me salvou de algumas crises que queriam se instalar, com teus textos aqui do blog. E eu não tenho palavras pra agradecer isso direito, além do básico obrigada, então: MUITO OBRIGADA POR SER ESSA PESSOA TÃO LEGAL, INSPIRADORA E QUE TÁ SEMPRE ALI PRA APOIAR. Sobre o que tu falou de mim, eu realmente nem tenho o que dizer. Me levou às lágrimas (e eu ainda tô chorando) ♥

    Beijos,
    Gih

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GIIIH<3
      OBRIGADA OBRIGADA OBRIGADA POR TUDO<3 Olha, é meio estranho ver alguém falando de vergonha na cara e focar nos objetivos se referindo a mim, mas dessa vez acho que foi isso mesmo. Preciso aplicar isso a outros aspectos da vida.
      Quanto ao Camp: Eu quero MUUUITO, tenho até uma história para ele, mas o de abril vai coincidir com meu fim de semestre, então não posso te dar certeza. Posso dizer, porém, que definitivamente vou estar lá pra te apoiar.
      É, ALdR definitivamente tem toda desgraça, sangue, acidente e tristeza possível. Eu não sei como sobrevivi a esse livro. Agradecida pelo amor que você demonstrou a ALdR desde o começo do NaNoWriMo. <3
      Eu fico tão, tão, mas tão feliz por ter ajudado, de verdade. Esse blog aqui é um pedacinho de mim que eu libero de vez em quando e saber que esse pedaço ajuda pessoas e ajudou alguém tão especial que nem percebe como é importante me deixa feliz demais. Você realmente merece todo o carinho do mundo, de verdade. E não chora, ou eu choro também.

      Beijo

      Excluir
  5. Um dia você ta se sentindo sozinha no meio do oceano da NaNo então você encontra um ser magico que te ajuda a realizar as tarefas que mais considerou impossível e ainda aprece em um post no blog lindo? Isso é surreal!
    Gi você o ser magico que encontrei, serio. Eu sei que a gente não conversa muito, (pelo menos não igual a Laís e a Gih que tem diálogos intermináveis no twitter haha) mas cada frase sua, cada palavrinha me fez pensar cada vez mais em escrever e escrever e não para até vencer.
    Eu também estou louca para ler os seus textos! Cada vez fico mais curiosa. E não precisa se preocupar, você saberá de tudo quando eu finalmente colocar o ultimo ponto final.
    Você é uma pessoa incrível, que me faz sentir come se tivesse escrevendo um texto de aniversário para uma amiga que já conheço a anos. Mas gente, quem escreve 88k em um mês nunca pode ser considerado menos que uma pessoa incrível, não é?
    Obrigada por compartilhar tudo, e me dar dicas e ser alguém que vou me lembrar sempre!
    Obrigada ^-^
    Beijos
    Dani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OOi, Dani<3
      Isso é tão bom de ler, meu Deus. Eu fico feliz por ter ajudado, porque também me ajudou bastante, de mais formas do que voê imagina. A gente precisa ter um diálogo interminável qualquer dia desses também ahahaha
      Obrigada pelo carinho e por me considerar tanto. Você também é incrível, de verdade. Eu apenas sei. Mal vejo a hora de conhecer mais sobre você<3
      Obrigada você, mesmo<3
      Beijos.

      Excluir
  6. Olá, Giulia! Eu não vou me estender muito nesse comenotário, mas queria te parabenizar por você ter conseguido atingir sua meta: PARABÉNS!!! Arrasou demais! Beijo!

    ResponderExcluir