101 coisas em 1001 dias

by - 21:27

Ok, então se você vem acompanhando o blog há um tempo sabe que minha meta para 2015 foi não ter metas e que isso deu muito certo. Começou porque eu tenho aquela mania estranha de fazer centenas de listas e passo longe de ter força de vontades para levar elas a diante e cumprir todos os itens a tempo, o que no fim me faz sentir uma falha completa e ficar péssima comigo mesma. Eu resolvi então criar uma filosofia própria: A de listar as coisas que eu fiz, ao invés de listar coisas para fazer. Assim eu percebo a importância das coisas que eu fiz, ao invés de ser tão agressiva comigo mesma sobre coisas que eu não fiz. Mas mesmo com essa filosofia de vida maravilhosa, quando as meninas do SA (O grupo de escritoras unidas pelo NaNoWriMo 2015) encontraram o desafio das 101 coisas em 1001 dias e começaram a falar disso, parte de mim ficou louca para participar e até chegou a fazer os preparativos para isso acontecer (Eu só um pouquinho Maria-vai-com-as-outras).
A verdade é que em 2016 eu fui um pouco mais leve na minha meta de não ter metas do que eu fui em 2015: Eu estabeleci algumas metas (Entre elas uma de ver mais filmes, que está longe de ser cumprida, pra falar a verdade. E também a meta para terminar MUV e ACDK que eu realmente preciso parar de contar para os outros.), mas mantive elas para mim, de forma que eu posso mexer nelas quantas vezes quiser e se me sentir um fracasso, pelo menos eu sou um fracasso particular, não público. Consegui resistir firmemente pelo tempo que foi necessário e já tinha desistido completamente de fazer o desafio até que minha psiquiatra inventou que eu preciso de metas. Bem, eu preciso ouvir mais minha psiquiatra. A conversa com ela me motivou, porque ela falou de metas simples - metas impossíveis de perder. Por exemplo, se comprometer a ler uma página de apostila por dia e comemorar se passar disso.  Desde que a gente teve essa conversa, eu só estabeleci uma meta e foi meta de leitura dos meus livros de ficção mesmo, mas eu preciso admitir que a sensação de ir bem nessas metas é boa demais para que eu não siga as orientações médicas.
Isso fez com que minha vontade de fazer a lista de 101 coisas em 1001 dias voltasse com tudo. O problema é que eu já tinha definido que não queria estabelecer 101 coisas para fazer em 1001 dias, porque a) é muita coisa e b) são muitos dias. Anteriormente, eu tinha cogitado simplesmente anotar 101 coisas que eu fizesse em 1001 dias, mas eu fiz a lista de 18 coisas antes dos 18 anos assim e não consegui completar ela até hoje. A solução para todos os meus problemas veio de um programa de TV chamado 100 coisas para fazer antes do High School. É uma série da Nickelodeon (Que para quem não sabe eu sou viciada também), sobre três amigos que querem fazer uma espécie de bucket list antes de entrar no ensino médio. O que vocês precisam saber sobre a série é a forma como a lista é feita: Algo acontece, a CJ (personagem principal) tem a ideia e resolve estabelecer uma meta e só cria outra meta depois de ter cumprido a anterior. Eu estava vendo a série esses dias e simplesmente cheguei à conclusão de que é isso!! Essa é a melhor forma de cumprir a lista de 101 coisas em 1001 dias!! Estamos falando de mais de 2 anos e meio. Sabe quantas vezes eu posso mudar de ideia nesse meio tempo? Além disso, dessa forma eu posso salvar um post para cada item da lista e isso significa que eu tenho 101 posts garantidos nos próximos 2 anos e meio. É vitória para todo mundo. (Na verdade, é vitória para mim duas vezes, mas não interessa).
Eu não vou fazer um item de cada vez com eles porque alguns itens podem durar meses e eu acabaria perdendo tempo precioso (1001 dias é muito tempo, mas não taanto tempo assim). Já tive ideias para alguns itens que vou completando aos poucos e juro que só colocarei itens novos conforme for completando os já estabelecidos. Começando hoje, 1º de junho de 2016, eu termino a lista no dia 27 de fevereiro de 2019, 9 dias depois do meu aniversário de 21 anos e coincidentemente no período estimado para a minha formatura. Ou seja, eu posso transformar a lista em 101 coisas para fazer antes dos 21 anos ou 101 coisas para fazer antes de sair da faculdade. De qualquer forma, aqui vão os itens que eu já pensei e a explicação de porque eu pensei neles:

GOALS


#1 - Voltar a treinar francês: Eu sinto vontade de fazer isso toda vez que eu leio Agatha Christie - o que eu estava fazendo até ontem -, mas desta vez eu também fui motivada pelo meu diário. Depois de alguns meses abandonado eu resolvi atualizar ele e dei uma relida em algumas páginas antigas, o que me deixou nostálgica e me fez lembrar do diário que eu mantinha em 2011. Na época, eu tinha surrupiado um guia de viagens com francês básico da casa do meu tio e estava tentando aprender algumas coisas. Para manter a escrita em dia, eu colocava a data no meu diário em francês. Assim, eu decorei os dias da semana e aprendi a contar até 100 na língua. Acontece que eu sou uma falha total e francês não é uma língua que a gente ouve com tanta frequência quanto inglês, então é óbvio que depois que eu deixei o guia de viagens de lado, eu acabei esquecendo tudo que tinha aprendido e 5 anos depois, eu só lembro como dizer 14 em francês (Que no caso é quatorze mesmo). Não prometo estar fluente em francês no fim dos 1001 dias, mas a promessa aqui é voltar a treinar - o que eu totalmente posso fazer.

#2 - Fazer aquela maratona de filmes que eu me prometo o tempo todo, mas nunca faço: É inacreditável o quanto é difícil para mim simplesmente aquietar minha bunda em um canto e ver 5 filmes um atrás do outro. Sério, chega a ser ridículo. Eu sempre prometo que vou fazer maratona de filmes tal feriado ou tal fim de semana ou depois que eu entregar tal trabalho e absolutamente nunca faço. Por isso, eu preciso dessa meta ou eu simplesmente nunca vou ver os mil filmes do Netflix que eu quero ver e minha meta de "ver mais filmes" vai ficar pior do que já está.

#3 - Voltar a fazer exercícios: Primeiro porque eu preciso e segundo porque isso é outra coisa que eu combinei com a minha psiquiatra - o que significa que eu preciso voltar antes da próxima consulta (que já é dia 21). Eu já deveria ter começado em abril, mas estou enrolando e só resolvi voltar de verdade porque depois de ter ficado pulando e dançando pela sala ao som de Altar Of The Sun na segunda, eu fiquei sem fôlego por quase meia hora - e um dos motivos pelos quais eu resolvi caminhar foi para ter condicionamento físico para shows! Depois de ter ficado um mês sem caminhar quando eu fiquei sem celular em outubro, eu nunca voltei ao ritmo normal da coisa e depois de enfrentar o mês mais estressante e sufocante da minha vida (março), eu acabei abandonando a caminhada de vez. Agora eu não consigo sair de casa sem ficar nervosa e nem ferrando saio de casa com o celular para caminhar (eu ainda acho bizarro como eu ia caminhar com o celular na mão entre 16h-18h por 3 meses e nunca fui assaltada, mas aí voltando da faculdade eu sou assaltada a 10 passos de casa, MEIO DIA), então mesmo tendo me mudado para um lugar próximo a outro lugar onde eu posso caminhar, eu não tenho ido.
Eu planejo comprar um MP3 e sair para caminhar com ele (Porque sem música = Sem condição), mas eu sei que eu vou ficar nervosa ainda assim porque o problema não é ser assaltada. Sempre me incomodei com o fato de que os homens passam caminhando ao seu lado e te olhando como se fosse um pedaço de carne, mas até o ano passado isso só me deixava irritada. Depois que eu fui abordada de verdade por um, mesmo que não tenha acontecido nada comigo, eu fico cheia de medo. Um cara passa olhando demais para mim e meu coração vai parar na beirada do estômago. De qualquer forma, eu não posso deixar que isso impeça minha vida e eu posso ir caminhar às 16h, quando ainda tem sol e a rua está movimentada. Sem me esquecer do chaveiro na mão - eu já criei uma posição em que a ponta da chave maior fica embaixo do meu dedo do meio e aquilo no olho de alguém é 10/10.

#4 - Terminar meu Destrua Este Diário: Aquela coisa faz 3 anos em dezembro! TRÊS ANOS! E eu ainda tenho mais dois livros da Keri Smith para começar (Termine Este Livro e Isto Não é Um Livro) e mais um para comprar (Como ser um explorador do mundo) porque eu sou viciada nos livros de atividade da Keri Smith. Acontece que eu também tenho problemas em terminar coisas rapidamente e preciso adiantar isso logo. Se eu levar 3 anos com cada um dos livros, eu não vou terminar nunca.

#5 - Começar meu álbum de scrapbook: 90% das coisas dessa lista são coisas que eu estou enrolando para fazer há meses ou anos e ainda não fiz, podemos notar um padrão aqui. Em 2014 eu ganhei um caderno quadrado e sem pauta com capa dura e cujas folhas são presas por uma cordinha de couro. Ele é tão amor que eu resolvi não escrever e sim transformar ele em um álbum de scrapbook e em 2014 mesmo revelei algumas fotos para isso. FAZ 2 ANOS E EU AINDA NÃO COMECEI! Quer dizer, eu já tentei começar algumas vezes, mas eu perco a paciência logo e deixo de qualquer jeito, aí da vez seguinte que eu pego o caderno eu jogo tudo fora e começo de novo. Repete o processo 10 vezes e chegamos onde estamos agora. Eu preciso de uma tarde para simplesmente usar todas as fotos que eu já tenho reveladas e aí só voltar a encostar no álbum quando eu revelar mais fotos.

#6 - Voltar a ouvir a Descobertas da Semana: Para quem não tem Spotify (O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO COM A VIDA DE VOCÊS??), a Descobertas da Semana é uma playlist semanal que o Spotify faz com músicas que eles acham que o usuário vai gostar de acordo com as músicas já ouvidas. Quando isso começou, em agosto do ano passado, eu prometi para mim mesma que ouviria a playlist inteira todo sábado para sempre descobrir músicas novas. Isso durou umas 6 semanas e rendeu duas playlists com as minhas músicas preferidas do mês (A Descobertas do Mês: Agosto e a Descobertas do Mês: Setembro), depois eu acabei parando porque eu não consigo fazer as coisas regularmente. Esses dias eu estava ouvindo as duas playlists e me perguntei porque diabos eu parei de ouvir a Descobertas da Semana quando eu descobri tanta música maravilhosa por causa dela. A playlist me fez ouvir um monte de bandas que eu enrolei por um tempão para ouvir e depois acabei descobrindo ser maravilhosa, além de me apresentar outros artistas maravilhosos. Prova disso é que a Descobertas do Mês de Setembro começa músicas de duas bandas que hoje em dia estão entre as minhas preferidas (Bahari e Wild Child). Por isso eu estou estabelecendo como meta voltar a ouvir a Descobertas da Semana, não regularmente, nem inteira, mas eu preciso de musiquinhas novas o tempo todo, então seria legal pelo menos dar um play no aleatório da playlist umas duas vezes por semana. Sempre bom encontrar novas bandinhas para ouvir/obcecar/crushar.

#7 - Matar aqueles personagens: Não posso falar sobre quem são, mas eu sei quem são e também sei que eu tenho enrolado para matar já faz meses. Eu estou evitando isso há bastante tempo porque da última vez que eu matei uma personagem tão importante eu fiquei mal por meses (ainda choro sobre, inclusive), mas eu realmente preciso matar esses personagens então eu preciso fazer logo. Arrancar como se fosse um bandaid, mesmo que minha pele fique ardendo por semanas depois disso. Afinal, a pior coisa que pode acontecer é eu chorar escrevendo a cena e depois pelos três anos seguintes. Além disso, tem uma cena que nem vai ser tão difícil de escrever porque eu odeio o personagem, só não gosto muito de como a assassina vai se sentir depois... Pelo menos ela vai ter um final feliz... EITA POXA, DEU PRA PERCEBER SOBRE O QUE ISSO FOI?? Vou parar por aqui antes que saia um spoiler gigantesco.

Por agora é isso, 7 itens simples que consistem basicamente em me fazer parar de enrolar para fazer coisas que eu preciso e até mesmo quero fazer. Conforme eu for fazendo cada coisa, vão saindo posts e mais posts a respeito.
G.

P.S.: O principal motivo para eu ter resolvido fazer a lista definitivamente são os 101 temas de posts que eu terei nos próximos 2 anos e meio. Nunca pensei que eu fosse precisar tanto de tema para post quanto eu estou precisando ultimamente. Inclusive, aceito sugestões.

You May Also Like

2 comentários

  1. Tema pra post são difíceis demais, socorr
    akjdjahdjkadja Giu em minha 101, minhas regras.
    Cara, você sou eu no quesito enrolar mil anos pra fazer certas coisas. é frustrante. Eu demorei meses pra começar um diário. nem quero pensar em filmes e séries etc ahahahha mas boa sorte, vai que dá!
    Sobre descobertas da semana: passei o fim de semana todo esperando e quando saiu não ouvi. Não ouvi tudo até agora. plmdds.
    O meu problema, é que dificilmente uma música me conquista de cara mesmo. Preciso ouvir elas algumas vezes e nunca faço isso quando ouço playlist.
    quero ver seu álbum de scrapbook quando pronto, por favor
    e que horror ter que se sentir assim quando vai caminhar </3
    Enfim. Quantas do SA faltam pra se renderem a 1001/1001? ahahhahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIMMMMM, eu preciso de uma lista de sugestões urgentemente.
      Claro! Tenho que ter meu jeito de fazer as coisas ahauahauaha
      Nossa, nem fala. Eu enrolo, enrolo, quando vejo, lá se foi um ano. A leitura dos posts dos blogs de vocês, inclusive, é uma dessas coisas que eu to enrolando bastante ultimamente. Minhas férias até já passaram! Sou um ser humano horrível.
      Eu preciso ouvir hoje ainda, porque amanhã já muda de novo. Eu também tenho dificuldades em gostar de uma música de cara, mas tem umas que simplesmente são perfeitas demais.
      Pode deixar que mostrarei! E sim </3 Horrível.
      Faltam só Isa, Calls e Gih, acho. Já somos 4/7 que maravilha.

      Excluir