29/02/2012

Sobre Férias e Hiatus..

E isso. Acabou o segundo mês do segundo ano do segundo ano par (sim porque 2010 também é dessa década) da segunda década do segundo milênio. Ou seja, fevereiro de 2012 está chegando ao fim e eu tô tentando enrolar vocês por que eu tenho notícias um pouco ruins pra contar, apesar de saber que essa enrolação toda não vai adiantar nada porque o título já diz que aí vem coisa.
Eu pensei bastante sobre isso e quase desisti, mas o mês já acabou e eu não consegui um nome pro blog (os que eu pensei já estavam sendo usados), e eu preciso também de um tempo pra mim agora, pra escrever meu livro, adiantar minhas séries, estudar para as minhas primeiras provas (uma das minhas metas é manter minha média acima de 8), e ajeitar as coisas para minha aula de piano (vou postar tudo sobre a minha história com o piano assim que consegui voltar as aulas).
Então eu vou deixar durante os próximo 15 dias (ou seja, até dia 15 de março, volta de The Vampire Diaries também) o blog em uma especie de hiatus, sendo que Songs vai entrar na onda também. Mas não pensem que eu vou abandonar vocês, ou o blog (isso aqui é meu tudo) e vou tirar esse tempo pra divulgação e pra aperfeiçoamento do blog e das coisas relacionadas a ele. E além disso vou voltar com um novo tema, e vou continuar entrando no Facebook e no Twitter é claro. 
Resumindo: Nos próximos 15 dias eu não vou postar, mas vou continuar normalmente no twitter e no facebook. Sorry, everyone. (nãomematemnãomematemporfavor!).
Caso vocês tenham algo a dizer sobre isso, deixem comentários (e não, isso não é uma tentativa de ganhar comentários, mesmo que sejam de revolta).

É isso, sei que não faz tanta diferença mas não podia simplesmente deixar vocês sem saber.
Beijos, até dia 15,
Juh'.

27/02/2012

Sem Título

Este é o conto que eu criei com a ajuda da galera do Facebook que vai ter seus créditos postados amanhã no dito cujo.
Ok. Primeiro de tudo, o texto não tem nome. Eu não conseguir pensar em um nome pro conto. Eu não consigo nem pensar em um nome pro meu blog quanto mais isso. Mas se vocês tiverem ideia pro título, deixem as sugestões nos comentários desse post e eu vejo o que faço. Segundo, definitivamente, nem de longe é uma das minhas melhores criações. Mas vocês tiveram a chance de opinar sobre o tudo na história e eu apenas tive que trabalhar com as circunstâncias que vocês me deram, então não me culpem. E por último existe a possibilidade de eu postar histórias de outros autores com as mesmas circunstancias mais diferentes aqui no blog. Então se vocês tiverem ideias de textos assim, é só entrar em contato aqui, pela page, pelo twitter etc. Aqui vai a história. Divirtam-se:



"Uma coisa Elizabeth tinha que admitir: o cabelo dela cheirava a chocolate.
Do tipo mais doce e meloso de chocolate. Ela podia sentir o cheiro forte do chocolate enquanto caminhava apesar de fingir ignorá-lo. Nunca admitiria que Amanda tinha razão. Nem sob pena de morte.
De qualquer forma ela tinha mais com o que se preocupar. Muito mais com o que se preocupar.
Com o estouro do aparecimento de bruxos na Inglaterra no fim do milênio (existe algum tipo de profecia sobre isso, não?), ela andava como se pisasse em ovos. Tudo era muito frágil. Não se sabia o que fazer e nem em quem confiar. E sem a ajuda da Amanda as vezes ficava muito pior.
Para piorar muito a situação, estava havendo desaparecimento de bruxos e ficava cada vez mais perto. Tudo começou em Glouchester e a último desaparecimento aconteceu em Londres. Um primo de Amanda.
Elizabeth estava achando tudo aquilo péssimo. Ainda mais agora que seu namorado , "supostamente rebelde", Lucas havia se tornado o tipo super protetor que ignora o fato dela ser mais forte que ele. Ela revirava os olhos cada vez que ele dizia que "Seus poderes só são mais fortes, não são tão bem treinados quanto os meus". Afinal, ela pensou, aquelas brigas em que ele se meteu podem ser contadas como treino? E o uso irresponsável de poderes?
- Ah meu Deus, eu estou falando como Amanda agora! Tenho que parar com isso. - Elizabeth diz quando chega ao lugar onde pretendia. Então ergue o pulso e bate na porta devagar.
A pessoa que ela tanto esperava ver abre a porta. Elizabeth prende a respiração. Ele apenas sorri.
Elizabeth parou antes mesmo de dar o primeiro passo e uma lembrança lhe veio a tona...
Em um quarto escuro e arejado, uma jovem menina, de mais ou menos 4 anos, olha para frente distraída, com um ar de curiosidade e medo no rosto. Não dava para ver o que ela via pois a luz estava apagada deixando tudo num breu como dito antes. Pelo o que a luz deixava ver, a menina era bonita. Tinha brilhantes olhos vermelhos (estranho não?), cabelos curtos e picotados com um lindo e estranho tom roxo que brilhava igualmente aos seus olhos. Tinha pele branca e era ai que a memória acaba.
Elizabeth só tinha a certeza de que a Garota (supostamente uma garota pelos cabelos) lembrava muito Lucas, tinha a mesma expressão sombria... mas algo lhe dizia que as aparências poderiam muito bem enganar os olhos.
Elizabeth então sentiu o braço de alguém sobre seu ombro e por estar em um "transe" sua primeira ação foi pegar o braço e o torcer, seus olhos estavam negros e ela realmente estava pronta para matar alguém até que ouviu uma voz muito baixa....
- Lise, sou eu. LISE! - ela parou imediatamente enquanto os olhos voltavam ao tom normal e algumas lagrimas teimavam em cair, Lucas a abraçou mesmo sem entender nada do que aconteceu, era como se a memória a perturbasse, como se aquilo fosse tão ruim que nunca desejaria a ninguém, nem a seu pior inimigo.
‎- O que aconteceu? - Lucas pergunta tentando acalma-lá.
- Nada. - Elizabeth responde fungando. - Eu estou bem. Completamente bem. Sério.
Ele ergue uma sobrancelha.
- Então o que acabou de acontecer?
- Nada. - Ela para, um pensamento ocorre - Só um... nada na verdade. Não se preocupe.
Ele puxa o queixo dela na direção de seu rosto deixando seus olhos na altura dos dele, e fixa os olhos nos dela. Elizabeth odeia quando ele faz isso. Quando ele a olha daquele jeito, ela se sente exposta. Nua. Como se todos os segredos dela deixassem de ser segredo.
Então ele solta seu queixo e beija a testa de Elizabeth da forma como ela gosta. Depois suspira.
- Eu disse que poder não é nada sem preparo.
Elizabeth conta até dez. Mas de repente suas íris tivessem vontade própria e simplesmente se revirassem sozinhas.
- E eu disse que não foi nada.
Ele a ignora.
- O mundo está perigoso agora, Lizzie para todos. Eu não posso me dar ao luxo de deixar você desprotegida.
- Eu não estou desprotegida, Lucas. Nunca estive.
- Então o que acabou de acontecer?
- Nada. Eu já disse que não foi nada.
- Uma bruxa da sua linhagem não fica paralisada e depois desnorteada como você ficou por nada Elizabeth!
Ela engole em seco. Lucas nunca a chamou de Elizabeth. Nunca mesmo. Alguma coisa séria está acontecendo, e Lucas sente isso graças ao amuleto pendurado em seu pescoço. A mãe de Elizabeth deu pra ele dizendo que ele sempre sentiria quando ela estivesse em perigo caso fosse o amor verdadeiro dela e blá, blá, blá. Pelo visto tudo era verdade, Lucas podia sentir mais até do que a própria Elizabeth sentia sobre aquilo tudo. E o que ela sentia era: muito medo. Elizabeth respira fundo.
- Eu estou bem. Não mentiria pra você sobre isso.
Lucas junta as mãos fazendo com que os dois dedões e os dois indicadores formem um L. Então suspira.
- Você mentiria sim.
Elizabeth então percebe que é necessário acertar outro ponto.
- E você não confia em mim.
- Mas é claro que eu...
- Não, não confia. Você não quer me deixar cuidar disso por mim mesma.
- Mas é só porque eu quero você bem.
- Eu estou bem. E mesmo assim você não quer que eu lide com isso por mim mesma.
- Você não confia em mim! Se confiasse me contaria o que aconteceu!
Ela não tinha previsto essa.
- Touché. Eu conto. Se você concordar em me deixar resolver isso sozinha.
- Eu deixo. Se você jurar que vai me pedir ajuda quando precisar.
- Eu juro.

- Eu fui adotado. - Lucas diz suspirando - Meus pais simplesmente me acharam na escada.
Elizabeth contou a Lucas tudo que viu inclusive o fato de ter percebido que a garota parecia com ele. 
- Porque você nunca me contou isso?
- Porque eu não sei de onde eu venho. Não conheço meus antepassados. Eu sempre tive medo de ir muito longe com meus poderes porque não sei nada sobre a minha linhagem. Você me namoraria se soubesse disso?
- É claro que namoraria. Eu amo você.
- Não é essa a questão, Lizzie. É perigoso. Eu não sei o nível dos meus poderes. Eu não sei pra que lados eles vão me conduzir. E sem conhecê-los, eu não posso controlá-los. Quantas histórias de bruxos que se deixam dominar pelos poderes você já ouviu? Eu não quero envolver você nisso.
- Eu confio em você. Eu acredito que você vai poder controlar.
Lucas suspira. Então ele entrelaça os dedos nos dela e coloca a outra mão no rosto de Lizzie com os olhos nos dela. Ele acaricia seu rosto até os grandes cachos que estão do mesmo tom que a bochecha dela agora. Um tipo de rosa bebê. E depois se afasta.
- A questão não é essa agora. - Lucas diz balançando a cabeça - A questão é, o que essa lembrança significa quem ou quê a enviou pra você. E porque.
Elizabeth funga como se tivesse chorado e diz:
- Você está certo. Precisando ir mais fundo nessa história toda. - Lucas sorri. Ela prossegue - Conhece algum feitiço?
Ele pega o pingente em formato de uma pequena rosa, que fica escondido sob sua camiseta, e começa a brinca com o pingente nos dedos.
- Não. Mas conheço alguém que conhece.

O clichê da feitiçaria. Era disso que Elizabeth e Amanda chamavam a frase que a mãe da primeira tanto gostava de repetir: "Feche os olhos, respire fundo, livre sua mente de qualquer pensamento, foque no feitiço". Sim. Essa frase era definitivamente o clichê da feitiçaria. Fazia vassouras, e caldeirões parecerem originais e únicos.
- Eu já entendi! - Elizabeth diz interrompendo a 7 vez que sua mãe repete a frase.
- Não precisa ficar tão nervosa, Lizzie. - Lucas diz da janela.
Eles estão na sala de estar da casa de Elizabeth que está sentada em um tapete vermelho felpudo cheio de perfumes feitos com ervas supostamente mágicas, na famosa posição de lótus - apesar das pernas dela doerem naquela posição. Ela suspira fundo.
- Não estou nervosa. Nem um pouco.
- Da mesma forma como você não é teimosa, rebelde, mandona, ciumenta e esqueci alguma coisa? ah sim,explosiva.
- Lucas, você não está ajudando. - Elizabeth diz entredentes.
- Por favor meninos, parem! - Lucy diz.
Lucy Ward é uma ex-professora universitária que ensinava Ciências Místicas, até a matéria ser extinguida das faculdades inglesas. Foi mãe solteira ao 16 anos e nunca se casou. Hoje em dia vive em Londres com a filha de 16 anos, estudando cada vez mais magia antiga. Acho que todos concordam que essa é a melhor descrição dela.
- Agora se foque no feitiço, Elizabeth.
- Ok.
Dessa vez ela realmente se foca. É como se ficasse presa numa bolha sem nenhum incomodo vindo de fora. Então a memória que estava tentando conectar vez com todas as forças puxando Elizabeth para si. Deixando-a completamente envolvida e possuída por ela:

Ela está de volta ao lugar escuro e encara os olhos vermelhos da garotinha. Naturalmente sem perceber Lizzie, a menina pega um caixote e se senta sobre ele. Durante vários minutos ela continua parada, sentada, respirando fundo e pensando. Mas quando Elizabeth começa a ficar entendiada, a sala onde eles estão explode mandando tudo pros ares com exceção de Elizabeth e da garotinha que faz um feitiço chamado "bolha de ar" (o nome não é original, eu sei) que é muito útil pra casos de incêndios e de afogamentos.
A cena muda rápido, mas antes que Elizabeth possa se situar ela tem tempo de ficar brava. Primeiro porque ela só aprendeu esse feitiço aos 9 anos, e segundo porque nem de longe Elizabeth tinha reflexos tão rápidos quanto aquela garotinha de olhos vermelhos, e cabelo roxo. Na verdade, ela só conhecia uma pessoa que tinha reflexos tão bons. Mas a garota que criticava o tom rosa dos cabelos dela e o cheiro de chocolate da tintura de cabelo, nunca poderia ter tido cabelos tão roxos. A menos que...
Finalmente Lizzie presta atenção no lugar onde está. Parece um daqueles escritórios de advogado que ficam no subúrbio de Londres. Uma mesa de escritório com uma cadeira enorme de couro, onde um homem mal encarado está sentado, com uma mulher em pé ao seu lado e uma cadeira de frente para os dois onde a menina está sentada são as únicas coisas que compõem o ambiente. A garotinha está encolhida com uma expressão que demonstra um medo inocente. Como o medo do desconhecido e não o medo de um perigo eminente. Elizabeth sente exatamente o contrário.
- Ela não parece tão poderosa agora. -  A mulher com uma voz fina e melosa diz.
- Não se deixe enganar pelas aparências. - O homem responde. - Ela não deveria estar viva. Simplesmente não deveria.
- Cesar dê mas alguns dias a pobrezinha. Repense nisso.
- Eu simplesmente não suporto pensar que uma garotinha é a única coisa que me impede de me tornar o bruxo mais poderoso do mundo, Ana.
- Ela não é a única coisa. Nem a única pessoa. Ainda tem aquele irmão perdido dela.
O homem, Cesar, ri.
- Eu não me preocupo com ele. Acredite. Definitivamente.
- Mas mesmo assim querido, repense sobre o que você vai fazer a ela. Ela é só uma garotinha.
- Uma garotinha que não deveria estar viva. Simplesmente não deveria.
O tom que ele usa ao repetir isso faz com que Lizzie trema por dentro. Mas então a cena muda outra vez, de repente a garotinha está presa em uma espécie de cela. Mas o que Lizzie percebe imediatamente é que a menina está completamente diferente. Seus olhos estão azuis e o cabelo tem um tom de castanho que ela reconhece imediatamente como o tom de castanho de...
- AMANDA! - A voz soa gelada e cruza a sala de uma forma dramática vinda de lugar nenhum.
A garotinha ergue os olhos na direção do telhado e fala pela primeira vez nas três cenas:
- Mamãe?
- Olá querida. Está tudo bem agora. Não há nada pra sentir medo. Você vai ficar bem.
A garotinha Amanda sorri.
- Elizabeth?!?
Ah, então um fantasma me mandou essas lembranças? Legal. Ela pensa cheia de ironia.
- Eu sei que você está ouvindo isso. Sim, Amanda e Lucas são irmãos e ambos são os bruxos mais poderosos do mundo. Por isso os separei, era muito perigoso mantê-los juntos, mas você os uniu. Você é a linha que liga os dois. E precisa protegê-los.
Ah é claro. Eu preciso proteger os bruxos mais poderosos do mundo. Sou a única capaz. Ótimo.
- Você sabe o que fazer. Eu acredito em você.
E então Elizabeth está de volta a sua sala de estar. Lucas parece a beira das lágrimas na janela. Lizzie lhe manda um sorriso amarelo:
- Quanto tempo eu fiquei lá?
Lucas suspira. Ele vai chorar, ela pode sentir isso. Então ela simplesmente sabe o que fazer.
- Ei. Está tudo bem agora. Não há nada pra sentir medo. Você vai ficar bem."
----------------------------------------------------------------------------------------
Querem continuação?
Então lotem a page com seus pedidos e eu posso pensar no caso. =)

Juh'

19/02/2012

Ah, mas pode ter certeza que eu vou ligar...

Atenção: A menos que você esteja vacinado ou já esteja viciado, ao terminar de ler esse post e de ver o vídeo existem 100,2% de chances de você ficar total e completamente viciado em Call Me Maybe.

Eu avisei. Está por seu risco e consequência agora!

Se você ainda não viu e está completamente viciado no Vídeo que Justin Bieber, Selena Gomez, Ashley Tisdale, Alfredo Flores, Carlos Pena e etc (preguiça de escrever) gravaram da música Call Me Maybe de Carly Rae Jepsen eu tenho uma pergunta pra te fazer: QUANDO SAI A PRÓXIMA NAVE ESPACIAL PRA SUA CASA?
O vídeo cover é simplesmente o mais novo vício mundial. Como eu não tenho muito a dizer sem soar formal eu vou parar de falar e mostrar o surto que o vídeo abaixo causou.

P.S: Porque a imagem antes do vídeo é justo essa? Marketing? kkkkk


@puccasecretsCall Me Maybe tá nos TT's é claro!

@SelenaPiadas mas então, vamos esquecer a falta de inteligencia, cérebro, e maturidade e vamos falar de CALL ME MAYBE \O/ ~party~

@SelG_MyLifeÉ MUITO "CALL ME MAYBE" PRA UMA PESSOA SÓ KKKKKKKKKKKKKKK'

@BieberDemiBR : JUSTIN É O PETER, A WENDY É A SELENA E A ASHLEY É A TINKERBELL OMG KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

@SelFanatics : nome: eu | função: ver Call Me Maybe 4308965079365792879234516 vezes.

@puccasecrets : TODO MUNDO PEGANDO UMA BANANA! Vamos cantar Call Me Maybe.

@onlysgomez dreamer que não vai pegar uma banana nem que esteja podre pra cantar call me maybe::::::::: poser

@OurSweetSel Meu carnaval: Hey, I just met you And this is crazy, But here's my number, So call me, maybe?

É isso.
Beijo, Call Me Maybe (nossa, essa foi feia).
Juh'

16/02/2012

Sobre não querer fazer 14 anos...

Então como algumas pessoas já sabem apesar de estar super ansiosa pro meu aniversário eu não estou nem um pouquinho afim de fazer 14 anos. E agora vou explicar por quê:
Eu nunca tive problemas com envelhecer. Na verdade não sinto tanta falta da infância como outras pessoas sentem. Tenho certeza que estou na melhor fase da minha vida. Por outro lado, eu gosto de ser a mais nova sabe. Gosto de ver as pessoas dizendo: "nossa você é tão novinha". E gosto de ficarem surpresas com a minha idade. Mas agora que eu vou fazer 14 anos isso não vai mais acontecer. Mas essa é só a parte mais mimada de mim falando. A parte mais séria não quer fazer 14 anos por um motivo:
O 13 foi a idade mais incrível da minha vida. Com 13 eu realmente cresci, descobri mais sobre mim, percebi coisas sérias, passei por experiências novas (primeiro Frozen Yogurt, primeiro Cupcake) enfim os dias desde 18 de fevereiro de 2011 tem sido bons e mesmo os ruins servem pra alguma coisa. Além disso eu amo dizer que tenho 13 anos. *-*
Além do mais 14 é muito banal. Tudo quanto é adolescente tem 14 anos. E além de tudo quanto eu fizer 14 anos só vão faltar 366 dias pro meu aniversário de 15! E eu ainda não tenho noção do que vou pedir. Eu não quero festa, mas tem que ser algo grande e legal mas sem exageros, ISSO É MUITA PRESSÃO!
E é por isso, que nas minhas metas para 2012 foram preparadas pra fazer algo de interessante dos meus 14 anos também, tipo voltar pro piano (eu fiz duas aulas de piano pois é) e pra natação (fiz dois meses de natação).
Essa semana eu tô meio "último dever de casa com 13 anos", "última aula com 13 anos", "ultimo livro antes dos 13 anos" e no dia 18 as 20h39 (nasci as 20h40) eu vou dizer "última respiração com 13 anos". Isso é triste, muito triste.
Então é isso, não faz sentido assim como qualquer coisa que eu posto nesse blog, mas eu precisava dizer.

=) Obrigada por dedicarem um tempo lendo isso mesmo que não tenha acrescentado nada de importante na sua vida.
Amo vocês, Juuh'.

13/02/2012

Sobre o Grammy...

Como todo mundo sabe (odeio posts que começam assim, mas a maioria começa a menos que eu esteja falando sobre algo que ninguém sabe. Se bem que esses posts começam com "como ninguém sabe" ou "como todo mundo não sabe" Eu tenho que tentar uma nova intro.) ontem a noite ocorreu a 54ª edição da maior premiação da música do mundo: O Grammy Awards. Originalmente chamado de Gramophone Awards. Pra quem não sabe o que é um Gramofone, um gramofone é isso aqui...

E não, eu não sei porque o prêmio tem essa forma. E tô com preguiça de procurar...

Enfim, falando sobre a premiação eu não vi a premiação em si. Acompanhei de novo apenas o "Countdown to the Red Carpet" e o "Live From The Red Carpet" no meu canal preferido o E!. Na verdade aqui em casa não tem TNT pra eu ver a premiação e mesmo que tivesse eu não podia ver porque tive aula hoje.
Eu passei 99,999% da premiação reclamando da dublagem. Ano passado era só em inglês e eu até conseguia entender a maior parte, mas agora com a tradução simultânea eu só consegui ficar reclamando da tradução porque os dubladores/tradutores estavam perdidos. Claro que não se pode pedir muito de uma tradução ao vivo, mas eu já vi traduções muito melhores.
Eu achei a edição do ano passado bem mais, hã, leve. Claro que eu não posso culpar ninguém, já que uma estrela importante da música mundial faleceu no último sábado. A premiação girou muito em torno da Whitney o que foi um pouco triste. Tinha um peso no ar que tornou impossível a apreciação da premiação.
De qualquer forma o tapete vermelho estava bem [nãovoudizerissonãovoudizerissonãovoudizerisso] glamouroso [prontodisseadeus] na noite passada. A melhor vestida na minha opinião foi a Jessie J.:

Claro que eu sou suspeita pra falar porque amo a Jessie J, mas vamos combinar né? Eu não achei o vestido dela o mais bonito, mas ela era mesmo a mais bem vestida. O vestido ficou perfeito nela. É o tipo de vestido que você olha e pensa "Foi feito pra Jessie J". Pelo menos eu achei.

Já a Taylor Swift:

Estava parecendo uma boneca. Eu sei que sou mais suspeita pra falar ainda, mas fala sério, olha esse vestido! As duas únicas coisas que eu não gostei foi o decote (eu não sou fã de decotes assim) e o fato de deixar ela magra demais, ainda mais com o cabelo preso assim, e como ela é alta ficou meio estranho... Mas ela é Taylor Swift meu povo, ela fica linda que qualquer jeito.

Outras que eu achei lindas foram:

Hillary Scott do Lady Atebellum

Miranda Lambert

É claro a Fergie e a Rihanna também. Na verdade a respeito da Rihanna, ela estava linda claro, mas não era a única com um vestido naquele modelo então a Kelly (Osbourne) exagerou nos comentários sobre o vestido dela.
Claro, também teve Katy Perry e Nicki Minaj. Eu não gostei muito do cabelo azul mas amei o vestido do tapete vermelho da Katy. Me lembra doce de coco com açúcar colorido. Yummy. E quanto a Nicki Minaj. Eu tenho que dizer que até gostei, mas depois da comparação com o ovo da Lady Gaga no Grammy do ano passado eu tenho que dizer: Não chegou nem perto, Nicki querida. Por mais que eu não tenha curtindo muito o visual da Gaga ano passado eu tenho que dizer que foi muito melhor do que o "Red Hood" da Nicki.
Mas antes que vocês achem que eu esqueci, eu quero dizer que não esqueci! Eu só quis dedicar um parágrafo todinho pra rainha da noite: ADELE! A vencedora supermerecedora de SEIS Grammys arrasou nos prêmios, no visual, na performance. Enfim, quem está surpreso né?
O resto da premiação foi normal e cheia de homenagens e momentos pra Whitney. Como fiz no ano passado vou deixar o link pro site do Grammy pra vocês saberem tudo lá. www.Grammy.com

Enfim, sei como esse post não ficou bom mas não estou me sentindo muito bem e precisei me esforçar pra escrever isso. Como tenho que ir pro médico, eu vou dar meu máximo pra conseguir fazer o outro post hoje. Minhas sinceras desculpas gente, mas eu não consigo controlar minha saúde. Amo vocês.

E por favor divulguem isso por mim? Obrigada.

Beijos, Juh'.

11/02/2012

Regras do especial do meu aniversário.

Ok isso vai ser tenso. Como vocês sabem, (porque eu não paro de falar nisso) daqui há uma semana é meu aniversário. 
Como eu sou uma pessoa muito caridosa, eu estou programando a distribuição de BGs, Icons e o que quer que vocês quiserem na Page do blog. Acontece que nada é de graça nessa vida, então eu vou pedir um pequeno favor em troca dos presentes em questão:

Seria um sonho pra mim, se uma atriz/cantora que eu gosto muito e que faz aniversário no mesmo dia que eu, (Malese Jow) me mandasse Feliz Aniversário pelo twitter. Seria mais sonho ainda, se a Miley, a Sel, a Demi, a Nina e/ou a Candice mandassem. Então eu quero a ajuda de vocês. Cada tweet que você mandar pra elas contará pontos e no dia 19 você vai poder trocar todos os pontos acumulados no dia por bgs e icons de quem você quiser. Cada RT também conta como um ponto. Deixa eu explicar de forma detalhada:

Para participar você só precisa curtir a page e deixar o user do twitter que você vai usar pra postar a frase nos comentários dessa postagem.

Serão 6 tweets diferentes para cada uma delas:

 @MileyCyrus Hey Miley! Is @puccasecrets's birthday and she's a Smiler say "Happy Birthday" for her? 

 @ddlovato is @puccasecrets's birthday and she's love you a lot, say "HappyBirthday" for her? 

@selenagomez is @puccasecrets's birthday and she's very sad cause she lost your shows in Brazil, please say "Happy Birthday " for her?

" @ninadobrev is @puccasecrets's birthday and she's very thakfull for everything you represent for her last year. please say "Happy Birthday " for her? She really loves you "

 @CandiceAccola is the birthday of the most passionate fan that I even know: @puccasecrets. please say "Happy Birthday " for her?

e por último mas mais importante:

@xoMalese Happy Birthday! Is @puccasecrets's b-day too and she really want a reply from u as gift.Please make her day perfect? She loves you

*Você pode fazer um tweet seu mesmo, desde que tenha a mesma mensagem, conta pontos.

Cada tweet para as cinco de cima vale um ponto e cada um pra Malese vale 2 pontos. Cada RT que todos os seus tweets receberem também valem um ponto inclusive os para a Malese. Você pode twittar o dia todo entre 00h do dia 18 até as 00h do dia 19 (seguinte, dia 18 acaba o horário de verão então você tem 25 horas pra twittar).

Simplificando: você twitta, acumula pontos. No dia seguinte eu divulgo quantos pontos você tem na page e você escolhe pelo que quer trocar. É simples, e é muito importante pra mim.

Aqui vai a tabela de pontos para você trocar:

Icons (Clique nos links para ver os exemplos):
100x100 - 20 pontos (acreditem, esse é o mais difícil de fazer)
200x200 - 15 pontos
300x300 - 15 pontos
400x400 - 10 pontos
Você pode pegar esses icons no album da page. Só precisa curtir.

BGs (Clique nos links para ver os exemplos):

800X600 - 30 pontos
1000X1000 - 35 pontos
Você pode pegar esses backgrounds no album da page. Só precisa curtir.

Gifs: 20 pontos.

Banners: 35 pontos.

Amanhã na page eu explico tudo se tiver restado alguma dúvida. É muito importante pra mim conseguir essas mentions e eu só tentei conseguir um jeito de pedir ajuda oferecendo algo em troca.

Muito obrigado por tudo.
Deixe as dúvidas nos comentários.
Juh.

08/02/2012

Sobre volta às aulas...

Ensino Médio. Então... por onde eu começo? Vou começar do começo. No ano passado eu também postei algo assim chamado "Crise Escolar" que na verdade foi postado no segundo dia de aula. Eu até ia postar o link dele aqui mas quando li ele achei tão ridículo que se você está tão afim de ler esse post assim vai ter que voltar página por página até o primeiro post do blog que só caso você queira saber tem, 82 posts. Depois como eu disse no post do aniversário ontem eu postei o "E o problema continua sendo as castas...". Mas enfim, eu só voltei até o ano passado pra falar sobre isso aqui:
Eu sou um ano adiantada na escola porque aprendi a ler sozinha e blá, blá, blá. E todos os anos desde a quinta série e pensava "Meu Deus, eu já estou quase acabando" e ficava superfeliz. Na verdade essa coisa toda se deve ao fato de que eu quero acabar lá a escola e poder fazer as coisas que eu amo. 
Esse ano, até ir pro ponto esperar o ônibus pra ir pra casa, eu não estava realmente pensando na escola, o que me garantiu uma boa noite de sono (quando eu fico ansiosa em relação a alguma coisa geralmente eu tenho pesadelos repetitivos ou sonhos muito intensos que me fazem acordar cinquenta vezes). Apesar de ter todos os motivos pra surtar com a grande mudança do ensino fundamental pro ensino médio (Nossa que drama nem é uma mudança tão grande assim), eu estava muito focada em muitas outras coisas (inclusive o aniversário do blog) pra me preocupar com banalidades com minha vida social na escola ou até as mudanças de nível que a nova escola podia trazer, e blá, blá, blá. E talvez seja exatamente por isso que eu fui até surpreendida pela escola.
Em primeiro lugar: Eu sou da turma 101 que fica na sala 23. Tire o zero e junte os números Smilers, 1123! Nada demais, (ou talvez seja algo realmente demais pra mim que sou Smiler) mas eu gostei da combinação de números.
Além disso, eu fui recebida sem a mínima pressão de fazer amigos (só duas garotas tentaram fazer isso mas não deu muito certo). Eu odeio quando as pessoas começam a falar comigo e puxar assunto sem o mínimo sentido só porque se sentem forçados a isso. Não acontecem em todas as escolas que eu estudei mas em boa parte delas. A questão é a seguinte: nos primeiros dias eu gosto de ficar quietinha e me focar na escola. Se a gente tiver coisas em comum, mais cedo ou mais tarde elas vão aparecer e a gente vai poder conversar direito. Na escola nova essa pressão não rolou.
Depois de um tempo eu me dei conta de que (por mais que estivesse cheia de motivos para ficar de outro jeito) eu estava confortável na escola. Eu me dei conta de que não estava ligando para se as pessoas estavam olhando pra mim ou se eu ficava esquisita com o que estava usando (e agora com um uniforme, mas sem surpresas nem um uniforme fica bom em mim, porque eu sou alta e magra demais pros padrões dos uniformes desse país). Eu percebi, como já tinha visto que fazia quando saia de casa sozinha ou com outras pessoas, que eu conseguia ficar presa em uma bolha, um mundinho só meu, onde só o que eu penso sobre mim, conta. E eu também aprendi que quanto mais incrível você se sente, mais incrível você está (não tem nada a ver com "pensamento positivo". Ok talvez tenha. Mas não em sua totalidade.) (Se bem que eu já fiquei triste, me olhei no espelho e pensei "Ei, você é linda porque está chorando?" as vezes quando ninguém diz, dizer pra si mesma funciona. Você tem que lembrar que é perfeito[a] porque Deus o criou a sua imagem e semelhança).
Mas enfim, o que eu quero dizer é que em um momento meio preocupantemente triste da minha vida (sabe o show da Sel? Então... entre outras coisas) eu me senti bem no último lugar do mundo em que eu pensei que me sentiria assim.
Mas falando das qualidades da escola, que eu já disse que é a melhor que eu já estudei (e olha que eu já estudei, em Colégio Betesda, Colégio Adventista, Colégio Militar, Praça Escola e Colégio de Aplicação - poooois é). A escola é grande mas de um jeito que você consegue se virar lá dentro sem se perder, os banheiros e bebedouros ficam no caminho de qualquer coisa na escola. Os banheiros são limpos e SEMPRE tem sabão (trauma antigo de banheiros sem sabão). A quadra é pequena e em lugar não muito quente pros padrões municipais.
Sem falar em dois detalhes: minha sala é a mais quieta que eu já tive ever. No início eu fiquei surpresa porque tipo tooodo mundo sem exceção (as bicthes, os nerds, os funkeiros, os quietinhos, TODO MUNDO) ficava quieto durante a aula. Eles tipo super obedecem a regra do "enquanto o professor escreve pode falar, mas quando ele explica todo mundo fica quieto". Não que eu seja o tipo de aluna que manda o povo ficar quieto, mas durante meus 10 anos de escola ( jardim I, jardim II, mais 8 de fundamental) eu nunca gostei de ter que aguentar bronca de professor, coordenardor, diretor, porteiro, moça da cantina, PMs (quando eu estudava no militar), faxineiro, lixeiro e até das pessoas que vendem coisas na frente da escola por bagunça na sala, que é algo que eu não faço usualmente, mas como todo mundo faz eu entro no meio. E agora eu simplesmente tenho uma turma quieta e calma.
Mas esse comportamento da turma 101 é muito explicado se você considerar os professores. Com exceção dos meus professores de Física (ah sobre isso: ano passado eu era metida por ter mais matérias que o resto do ensino fundamental. Agora eu tenho: Matemática I, Matemática II, e Matemática III, Física I e Física II, Biologia I e Biologia II, História Geral e História do Brasil além de ter Português, Literatura, Redação, Filosofia, Química, Geografia, Educação Física, Inglês, Espanhol e deixa eu ver se não esqueci de nada... ah é claro, Artes), que me deixaram quase dormir na aula deles (não sei se tinha muito a ver com a aula mas os outros professores não fizeram isso. Talvez esteja relacionado a minha antipatia por Física. Física é o tipo de ciência que pega as coisas simples que eu admiro por sua simplicidade e transforma em algo complexo e cientifico sabe, por um lado é bom saber mais sobre tudo, mas por outro uma simples sensação como frio é causada pela atmosfera roubando energia térmica do nosso corpo ou sei lá o quê), todos os meus outros professores são incríveis. A maioria da aula de um jeito incrível e simples, fazendo piadinhas e conversando com os alunos e até mesmo os que não são engraçados sabem dar aula de um jeito que eu gosto. Até a aula de educação física é de certa forma ótima, porque tem natação e hoje mesmo foi "ou você nada, ou você não faz nada" e como eu não estava pronta pra nadar fiquei lendo. A aula perfeita *-*. Eu ainda não curto Biologia, Geografia nem Química, mas pelo menos consigo prestar atenção nas aulas e absorver alguma coisa. E a aula de História do Brasil foi assustadoramente muito boa! Eu simplesmente me envolvi de verdade na aula o que eu faço nas aulas de História Geral, mas não nas de História do Brasil (é, não sou muito patriota). Eu estava focada na aula, o que acontece tipo... NUNCA.
A escola é super bem equipada e confortável e ela só é 2 anos mais velha que mói. Eu me pergunto como uma escola de 16 anos pode ter melhor segurança e tecnologia do que uma com 49 anos (a escola que eu estudei ano passado. Não se deixe enganar pela aparência dela).
A minha única decepção em relação ao ensino médio é (minto, são duas se você se lembrar que geralmente os garotos mais bonitos da escola são os do ensino médio só que eu não vi nenhum da minha classe, pois é. Se bem que os do primeiro ano desse ano são os mesmos que fizeram parte do 9º ano, ano passado. então eu não podia pedir muito): Apesar de eu ser uma boa aluna tinha gente me colocando muito medo em relação ao ensino médio dizendo que agora ficaria difícil de verdade.. e tal. Eu estava mais animada que com medo, especialmente em relação a história. Minha mãe me animou também afinal é no ensino médio que você aprende a essência do que aprendeu antes. E considerando que a escola é uma experiência que eu vou ter que enfrentar, eu pego sempre as melhores partes disso tudo (eu ainda preferia ficar em casa ou começar a trabalhar logo com o que eu gosto, mas não posso então que seja) e uso pro meu próprio bem estar escolar por assim dizer. De qualquer jeito, já que tanta gente odiou o ensino médio, eu estava esperando um desafio maior da escola. Tudo bem que é o terceiro dia de aula, mas todos os outros anos (especialmente a sexta série) foram mais complexos no início que esse ano.

E é isso, amanhã eu tenho aula então vou ajeitar o calendário do especial agora, ver The Secret Circle e domir.
Boa Noite,
Juh'

Esclarecimentos...

Quando eu escrevi o calendário para o especial, eu me imaginava com muito mais tempo para fazer tudo que prometi. Acontece que não é tão fácil.
Estamos no meio do verão no Rio de Janeiro. Como eu só saio da escola 12h30 e tenho que vir andando até em casa eu chego aqui 13h. Ontem eu já estava pronta pra fazer tudo quando passei muito mal. Tive hemorragia nasal e tudo o que não acontecia há muito tempo. Eu até ia tentar me esforçar pra fazer tudo mas eu fui aconselhada a descansar e ontem eu me dei conta de que eu realmente preciso de descanso.
Agora que o blog tem mais views também é preciso mas esforço pra manter ele funcionando e crescendo e como eu sou super enrolada e desatenta, geralmente dá muito trabalho e leva muito tempo pra conseguir elaborar um post que eu goste e que eu ache que as pessoas vão gostar também. Especialmente os especiais. Isso somado ao cansaço de acordar 5h30 da manhã, estudar durante cinco horas e voltar da escola andando no sol me deixa esgotada. Pra piorar a situação o calor me deixa sem vontade de comer nada e quando eu sinto fome e como, fico enjoada e como no meu último exame de sangue deu anemia, eu estou abaixo do peso e estou muito perto de menstruar (já disse que não tenho problema nenhum em falar isso), é algo para se prestar atenção.
Então, falando de um jeito muito Demi Lovato de ser, eu preciso me colocar em primeiro lugar antes de simplesmente me esgotar nisso aqui.
Claro que 10% de tudo isso é realmente culpa minha. Então eu peço desculpas por ter atrapalhado o especial (se é que tinha alguém realmente esperando por esses especiais) e peço licença pra arrumar o especial de uma forma nova que se adapte ao meu tempo. Além disso, alguns posts vão ficar mais curtos.
Eu vou fazer o máximo para o melhor de vocês. E torçam para dias chuvosos virem logo. A chuva me deixa mais produtiva e feliz. (Odeio esse calorzão).

Obrigada por entenderem, vocês são incríveis.
Juh' ;*

07/02/2012

UM ANO DE... como é o nome mesmo?

Hoje esse blog incrível que eu amo está fazendo um aninho de lançamento oficial (ele foi criado antes mas o primeiro post só foi feito dia 7/02/2011).
O primeiro post se chamava "Frases" e foi deletado, mas era basicamente um post de comemoração pela minha saída traumática do twitter. Depois de deletar minha conta na rede social que eu sempre fui viciada, eu estava tentando me focar em outras coisas e o blog (que já existia antes, mas sem posts) era uma delas. O primeiro post continha frases especiais surgidas de uma cabeça emocionalmente prejudicada. Eu até lembrei de uma, mas a menos que você me indique dez vezes no twitter e peça pra dez pessoas curtirem a page (eu tô negociando essas coisas agora) eu não vou contar essa frase.
Depois disso o blog (que começou com um modelo básico e um fundo que eu tirei desse site - O hotsite de uma das minhas trilogias de livros preferida, a Trilogia Wake. Mais especificamente, esse fundo:

)
passou por varias mudanças e renovações e limpezas se transformando em algo que por incrível que pareça tem gente que gosta de ler. Uma das maiores mudanças está acontecendo agora, que é a mudança de nome.
Depois de um tempo o blog ganhou seu twitter oficial (@puccasecrets) e nesse ano a página oficial no Facebook (Untitled). Tudo aqui cresceu de uma forma que algumas pessoas podem achar pouco, mas eu realmente gostei de tudo que aconteceu nesse primeiro ano de... anh... Untitled?!?
De qualquer jeito eu vou fazer um especialzinho pra comemorar esse dia:

Top 7 - Melhores Momentos!!!

1 - E o problema continua sendo as castas... - Quando eu escrevi esse post eu ainda estava sob o efeito da leitura de Lua Azul (de Alyson Noël) então entrei no clima e escrevi sobre as castas mas que óbvias. Na época meus posts eram super uma-ideia-que-surgia-na-minha-cabeça-do-nada-e-eu-precisava-escrever. Mas eu aprimorei minhas técnicas de escrita e hoje em dia eu considero meus textos um pouco melhores. não sei se vocês concordam.
2 - Perfeição... - Já os culpados por esse post são os programas de TV que apresentam clipes legendados. Eu ainda amo Fireflies e amo o Owl City mas não me considero fã de verdade.
3 - 7 coisas que os professores PRECISAM entender... - Um post interessante a galera curtiu, mas quando eu tava lendo ele percebi que não tem muito a ver com a minha turma de agora. Ironicamente.
4 - Continue sorrindo Smiley... - Pra sempre meu preferido. Um clássico né galera?
5 - Momento sem post: Especial de 27 de abril. Não só o dia que eu virei Dobrevic, como também o dia do aniversário de William Peter Moseley. Se você acompanhou essa fase do blog sabe porque isso foi importante, se você não acompanhou você tem sorte. hehehe.
6 - Amor de Fã - Um clássico né? Tem gente que diz que já quase chorou com ele.
7 - Finalmente o superespecial de férias - O Diário de Bordo - 16 posts contando tudo o que aconteceu durante o tempo que eu passei de férias na minha cidade natal, mais um extra. Foi o especial que mais trouxe vizus pro blog, se você não leu e tem curiosidade, procure ou peça os links nos comentários.

Enfim, obrigada por esse ano incrível que vocês me proporcionaram.

Juh' ;*

PS.: Sei que estou devendo explicações pra quem tava acompanhando o especial. Amanhã eu explico tudo.

02/02/2012

Especial Fevereiro!

Como eu não parei de dizer mês passado, fevereiro é não só o mês do aniversário do blog, como também é do meu aniversário. Loogo o mês inteiro será um superespecial no blog, que para ser preparado levou mais tempo do que eu esperava.
Primeiro eu realmente ia dar um novo nome ao blog ontem (já que a promoção foi cancelada) só que eu tive um bloqueio criativo grave e não consegui pensar em nada que soasse como um nome de blog e não como um URL de tumblr (acredite, há muita diferença entre os dois) e por isso eu deixei o nome como "Untitled" e mudei o nome da page também. A bio do twitter está assim: "Untitled because I'm indescribable. Just a Girl. Official Twitter Page Of:". Eu vou me esforçar ao máximo para pensar em um nome novo até antes do fim do mês. E se vocês tiverem sugestões mesmo sem ganhar nada com isso e quiserem me mandar, eu agradeço.
E aí ontem eu consegui fazer a primeira parte das mudanças pro blog e agora eu estou completando ela. Peço desculpas pela demora.
De qualquer jeito aqui vai a lista de coisas que fazem parte do especial e mais as metas pra esse mês que vai ficar disponível o mês todo:

Notas: As datas em aberto são referentes aos dias que eu não sei se vou ter tempo, incluindo o meu aniversário. Afinal eu amo o blog e amo postar coisas aqui, mas EU TENHO UMA VIDA! (ou pelo menos alguma coisa que parece uma vida. O que eu quero dizer é que esse mês é o mês de volta as aulas e eu tô indo pro primeiro ano, o que vai monopolizar um pouco do meu tempo. Além disso, eu estou marcando um dia pra ir pra Saraiva MegaStore com a minha mãe, assim que ganhar uma parte do meu presente de aniversário). E como eu não posso saber o que vai acontecer no futuro caso eu não possa entrar em algum dia em que tenha algo marcado, eu vou passar para o próximo "em aberto". E quanto a aquele especial sobre o show da Selena que eu falei... digamos que eu não quero falar sobre isso (mas relaxem eu não vou me matar como algumas garotas do twitter prometeram). Qualquer dúvida deixe nos comentários.

Dia 1º: Lançamento da versão nova e do nome novo do blog, twitter e da page no facebook. Segunda parte do capítulo 1 de Songs no www.TheSongsHistory.blogspot.com

Dia 2: [The Songs History] Segunda parte do especial do Capítulo 1 de Songs no www.TheSongsHistory.blogspot.com

Dia 3: [em aberto/surpresa no twitter/page]


Dia 4: [em aberto/surpresa no twitter/page]

Dia 5: [em aberto/surpresa no twitter/page]

Dia 6: [Post/Twitter] Sobre volta ás aulas. Primeiro Game confirmado. As 16h, valendo bg.

Dia 7: Aniversário do blog: SuperEspecial. Post comemorativo. Lançamento das páginas "Miley, Demi, Selena & Nina" aqui e da página "Música dos Capítulos" no The Songs History. Games no twitter do blog e no @MyIntuition_ valendo gifs e icons. E distribuição de bgs na page. (mais informações sobre isso depois).

Dia 8: [The Songs History] Primeira parte do Capítulo 2 de Songs no www.TheSongsHistory.blogspot.com.

Dia 9: [Post] Sobre não querer fazer 14 anos...

Dia 10: [Post] Lista completa de presentes pra você me dar de aniversário.

Dia 11: Lançamento das Regras do Especial da semana do meu aniversário.

Dia 12: [Especial Twitter] Segundo game confirmado. As 14h, valendo icon.

Dia 13: [Especial Post] Sobre música..

Dia 14: [Especial Post Valentine's Day] Sobre amor *-*...

Dia 15: [Especial Twitter / The Songs History] Terceiro game confirmado. As 16h. Segunda parte do Capítulo 2 de Songs no www.TheSongsHistory.blogspot.com.

Dia 16: [Especial Page] Dia da criação de uma superhistória em que os fãs da page é que vão dizer o tema, o lugar onde se passa, a época e o nome dos personagens. O jogo vai acontecer entre as 14h e as 18h do dia e a história completa será postada aqui. Todo o regulamento será postado na page.

Dia 17: [Especial Twitter] Início da campanha (tudo sobre isso nas regras do especial dia 12).

Dia 18: MEU ANIVERSÁRIO MEUS INTUITIONZINHOS! Eu nem sei o que eu vou fazer.

Dia 19: [Post] Como foi meu aniversário.

Dia 20: [Post] Sobre Lágrimas...

Dia 21: [Page] Dia de Distribuição de BGs no Facebook. Regras na Page.

Dia 22: [The Songs History] Primeira parte do Capítulo 3 de Songs no www.TheSongsHistory.blogspot.com.

Dia 23: [Post] Manual:  16 dicas para conquistar uma Dreamer.

Dia 24: [Twitter] Quarto Game Confirmado. 18h, valendo indicação.

Dia 25: [em aberto/surpresa no twitter/page]

Dia 26: [em aberto/surpresa no twitter/page]

Dia 27: [Page] Game na Page. As regras serão postadas lá mesmo.

Dia 28: [Post] Sobre meus sonhos...

Dia 29: [Post] Sobre férias e hiatus..

Metas:
500 seguidores para o twitter.
100 "curtir" na página do Facebook
50  seguidores para o blog.

Espero que tenham gostado de tudo, qualquer crítica, sugestão ou dúvida, deixem seus comentários aqui.
Beijos, Giulia.